Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As trapalhadas do CNT
 
As trapalhadas do CNT
21/03/2018 as 15:06 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Mais uma vez o motorista é surpreendido por uma medida estapafúrdia e extemporânea capaz de tumultuar seu dia-a-dia. A resolução nº 726 do Conselho Nacional de Trânsito, editada para vigorar a partir de 5 de junho, exige curso de reciclagem na renovação da carteira de motorista, entre outras coisas. A reação contrária foi imediata e levou o ministro das Cidades a determinar a imediata revogação das novações que os burocratas, a portas fechadas, tornaram obrigações a todos os brasileiros sem antes se certificarem da disponibilidade de estrutura para sua execução. O que era novidade foi para a lata do lixo, da mesma forma que ocorreu com a exigência de extintor em 2015 e os kits de primeiros socorros em 1999.

Recorde-se que três anos atrás exigiu-se que os proprietários de veículos trocassem os extintores antigos por um mais moderno (e caro) e logo em seguida deixou-se de exigir o equipamento nos automóveis. Os kits de primeiros socorros do último ano do século passado foram fiasco maior ainda, pois ninguém sabia como utilizá-los e, se o fizesse após um acidente, poderia agravar a saúde do acidentado, cuja orientação médica é manter imobilizado até a chegada do socorro.

Medidas como essas colocam em dúvida a utilidade do CNT como órgão normativo. Principalmente quando vemos que o ministro, numa simples penada, tem autoridade para revogar suas resoluções. Poderia se manter o órgão apenas com finalidade consultiva para o aconselhamento do governo e das autoridades com atribuição de decidir sobre o trânsito e suas diferentes nuances. Da forma que têm agido, os conselheiros parecem totalmente divorciados da realidade nacional e, como tal, não deveriam continuar existindo. 

Não há dúvida de que o trânsito brasileiro carece de muitos melhoramentos. Mas não de medidas burocráticas e de aplicação duvidosa ou impossível. O maior problema vivido nas rodovias e vias urbanas é a falta de educação e cidadania, decorrente da impunidade e do clima de direitos sem deveres instaurado no Brasil democrático. O quadro certamente mudará no dia em que, independente da forma que tiver obtido sua carteira, o condutor tiver a certeza de que pagará pelos crimes que vier a cometer ao volante. Ele próprio vai se interessar em aprender conduzir bem o veículo e, quando necessário, se reciclar na direção sem que isso lhe seja exigido.

Quanto ao Conselho Nacional de Trânsito, o mais útil e até econômico, seria revogar a Lei nº 2108 de 21 de setembro de 1966, que o criou. Não vai fazer falta alguma, e os democratas de hoje ainda poderiam justificar que, com a atitude, removem mais um entulho da ditadura...
 


Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK