Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > 77 ANOS DA FAB NOS CÉUS DO BRASIL
 
77 ANOS DA FAB NOS CÉUS DO BRASIL
25/01/2018 as 16:26 h  Autor Baltazar Miranda Saraiva  Imprimir Imprimir
A Força Aérea Brasileira (FAB) completou, no último dia 20 de janeiro do corrente ano, 77 anos de fundação. Sua criação deu-se com o então Ministério da Aeronáutica - atual Comando da Aeronáutica (COMAER)-, tendo como função controlar, defender e manter a integridade territorial do nosso país, tanto em terra como no ar.

A estrutura de controle do nosso espaço aéreo começou a ser institucionalizada em 1931, com a criação do Departamento de Aviação Civil (DAC), então subordinado ao Ministério de Viação e Obras Públicas, que permaneceu até a criação do Ministério da Aeronáutica, que passou a atuar nas frentes militar e civil.

Em 10 de junho de 1999 foi criado o Ministério da Defesa, que mesmo sendo uma instituição civil, tem como principal função a direção superior das Forças Armadas do nosso país, composta pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica militar.

Esse ministério, além das três forças armadas, possui vários órgãos que lhes são subordinados, a exemplo do Estado-Maior de Defesa, da Secretaria de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais (SPEAL), a Secretaria de Logística, Mobilização, Ciência e Tecnologia (SELOM), Secretaria de Organização Institucional (SEORI) e a Secretaria de Estudos e de Cooperação (SEC). Integra ainda a estrutura desse Ministério, na qualidade de órgão subordinado, a Escola Superior de Guerra (ESG), centro de estudos de alto nível sobre defesa nacional.

A data natalícia de nossa querida Força Aérea foi comemorada em todo o Brasil, com destaque para o Gabinete do Comando da Aeronáutica (GABAER), que realizou uma cerimônia alusiva aos 77 anos da FAB, presidida pelo Major-Brigadeiro do Ar. Marcelo Kanitz Damasceno, em Brasília.

Para se conhecer a malha aérea brasileira não se pode prescindir de uma leitura sobre a vida do patrono de nossa Força Aérea - Brigadeiro do Ar Eduardo Gomes-, um dos fundadores do antigo Correio Aéreo Nacional (CAN), que uniu o país pelas asas da FAB.

Eduardo Gomes, também conhecido como o Marechal do Ar, foi duas vezes Ministro da Aeronáutica e candidato a presidência da República. Segundo o folclórico pátrio, um dos episódios mais interessantes da vida desse notável brasileiro foi a criação do docinho “brigadeiro”, um dos doces preferidos das crianças do nosso Brasil.

O doce foi criado na primeira candidatura do militar para presidente por admiradoras que, além de servir para angariar fundos para a sua campanha, a venda era acompanhada de um panfleto que dizia: “vote no brigadeiro, além de bonito é solteiro”.

Aqui na Bahia as comemorações estiveram sob o comando do coronel aviador José Henrique Kaipper, que está à frente dos destinos da FAB em nosso território. Essa organização é responsável pela campanha antissubmarina do Atlântico Sul, uma unidade aérea de patrulha que opera na Ala 14, o chamado Esquadrão Orungan (1º/7º GAV). O 1º/7º Grupo de Aviação (Esquadrão Orungan) realizou a passagem de comando e despedida da Ala 14, em Salvador (BA). Este Esquadrão será transferido para a Ala 12, no Rio de Janeiro (RJ).

A bordo da aeronave P-3 Orion os militares realizam a vigilância e a proteção de áreas marítimas e dos recursos naturais da Amazônia Legal e, de modo especial, da região pré-sal. Além disso, a aeronave apoia as atividades de busca e salvamento no Atlântico Sul sob responsabilidade do Brasil.

Muitos foram os momentos marcantes de nossa Força Aérea, como a participação na Segunda Guerra Mundial e a integração de algumas regiões do País, bem como a criação do berço da aviação nacional e as operações de resgates.

Em todos esses anos, desde a sua fundação, a FAB combateu na Segunda Guerra Mundial, desenvolveu novas tecnologias, integrou o País, foi reconhecida como responsável por um dos melhores controles de tráfego aéreo do mundo, modernizou suas aeronaves e equipamentos e atuou junto à população civil.

No ano do seu aniversário não podemos esquecer o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, datas que rememoramos, também, a memória do Pai da Aviação e patrono da Aeronáutica Brasileira, Alberto Santos Dumont, que assombrou o mundo ao voar num aparelho mais pesado que o ar.

As demais informações relativas à história da Força Aérea, encontram-se na página especial, criada pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), além do videoclipe que sintetiza a responsabilidade e atuação da instituição nos 77 anos desde a criação do Ministério da Aeronáutica.

Para continuarmos sendo referência para todo o povo brasileiro, não podemos esquecer que nossa querida Força Aérea enverga na mente e na alma do nosso povo os valores morais que integram o profissionalismo do seu pessoal, catalizador de uma Força moderna e sólida em seus princípios.

Aos seus soldados, praças e oficiais, prestamos nossas homenagens na data do natalício dessa força militar, a quem rendemos nossos mais sinceros agradecimentos, além de registrar que, em seu conjunto, são as asas que protegem o Brasil.


Baltazar Miranda Saraiva
é desembargador, presidente da 5ª Câmara Cível, membro da Comissão de Igualdade do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ/BA), Membro da ABI – Associação Bahiana de Imprensa, Membro da SOAMAR – Sociedade Amigos da Marinha e Vice-Presidente Social, Cultural e Esportivo da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (ANAMAGES).

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK