Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A REFORMA POLÍTICA NÃO PODE ESPERAR MAIS!
 
A REFORMA POLÍTICA NÃO PODE ESPERAR MAIS!
22/07/2017 as 09:40 h  Autor Victoria Angelo Bacon  Imprimir Imprimir
A importância de como se governa e não quem governa no pensamento filosófico de Aristóteles e Políbio compartilhavam da uma mesma classificação das diversas formas de governo, antes do nascimento da República e do presidencialismo. O resultado da necessidade de uma Reforma Política profunda a um país fadado em um presidencialismo de coalizão aonde a oposição vem perdendo cada vez mais espaço no debate é a marca mais profunda de um governo impopular das massas e tão aceitável aqueles eleitos pela mesma massa (eleitorado nacional). “O como se governa” que define o perfil de um governante e isso não se tem no atual presidente que não responde às expectativas nem dos empresários e nem da população, pois, a política estagna a economia que apresenta melhora, mas não chega à esmagadora maioria da população que precisa desse resultado aparentemente positivo para voltar a consumir e satisfazer os apoiadores do atual governo (empresariado).

O cenário da estagnação política misturada numa economia a trancos e barrancos e por fim, recaindo na jurídica é o estopim que o nosso país atravessa, após o tsunami das operações da PF e delações do primeiro semestre de 2017. A necessidade urgente de uma Reforma Política responde à máxima crítica de Nietzsche quanto das instituições e valores das sociedades modernas bem típicas do Brasil de 2017.

As reformas trabalhista e da previdência do governo Temer poderiam esperar mais para ser debatida? Em um momento que a crise política estagna a economia ou a “maneira” política como foi construída pela equipe política do Planalto acabará por ter repercussão e gargalos em longo prazo que será sentido nas próximas gerações, isso é certo. O presidente Temer tinha uma resposta a dar aos empresários que acreditaram em seu mandato tampão e protagonizaram o mote do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Cabe a ele (Temer) responder mesmo com baixíssima aprovação política, muito pior ao próprio Trump nos Estados Unidos essa expectativa criada há exato um ano. O cientista político José Álvares Machado (USP) argumentou num evento do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial que a pressa na construção das Reformas, criou na grande massa da população apenas o lado negativo dela (s). A Reforma da Previdência tem um aspecto curioso, pretende equalizar a todos os cargos e funções dos poderes a aposentadoria e as regras, justamente aquilo que estabelece a Constituição Federal (principio da isonomia).

A ideia, talvez valida de um presidencialismo de coalizão, poderia ser aceito para que a herança maldita do governo do PT (13 anos) que fadou o Brasil ao caos econômico e político, jamais assistido desde a ascensão da República, pudesse colocar o país no eixo diretivo da economia, portanto, o possível presidencialismo de coalizão deu espaço a cooptação de uma esdrúxula jurídica forma de se comprar parlamentares para aprovar Reformas que até então seria impensável de ser aprovadas. A reforma da previdência de 2003 demorou 13 anos para começar a caminhar. O governo Lula colocou debaixo do tapete uma crise que se agravaria. Ganhou-se tempo e prestígio político por anos (para o Lula) e colocou o país e principalmente o funcionalismo público na maior crise previdenciária assistida. Todos os fundos de pensões estão falidos ou à mercê da falência.

A geração de emprego e/ou a melhoria da renda não chegou à maioria da população o que contraria qualquer expectativa política de melhora da economia, pois uma é o resultado equacionário do modo operandis da política nacional. A necessidade de uma consulta popular (referendo) daquilo que o Congresso irá discutir e trazer a nós para aprovarmos ou rejeitarmos. Por que não a Reforma Política. Precisamos institucionalizar a República e não funalizá-la. Se não houver uma Reforma Política profunda com a participação de todos os segmentos da sociedade e referendada pela população, preparemo-nos para próximas reformas trabalhistas e previdenciárias e tantas outras que jogarão água quente na areia do Brasil.





Victoria Angelo Bacon, secretária Executiva e Jornalista.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK