Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Direito em alta
 
Direito em alta
04/07/2017 as 14:59 h  Autor Luiz Gonzaga Bertelli  Imprimir Imprimir
A carreira de direito – uma das mais antigas da história da humanidade – continua como uma das mais cobiçadas pelos jovens. Atualmente cerca de 700 mil estudantes cursam as disciplinas jurídicas em mais de mil faculdades, universidades e centros universitários espalhados pelo país. É um número elevado, se levar em conta que em países como os Estados Unidos o curso é oferecido por cerca de 160 universidades.

Segundo dados da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional São Paulo (OAB-SP), existem atualmente um milhão de advogados em atividade no país – 40% desse contingente atuam no Estado de São Paulo. Esse número poderia ser muito maior se a própria OAB não selecionasse os profissionais pelo famoso “exame da ordem”. Para conseguir a regulamentação para a atividade jurídica, no final da graduação, os estudantes devem ser aprovados no exame. Há, no entanto, uma média de 80% a 90% de reprovação.

Esse controle, no entanto, é providencial, e visa garantir a qualidade do exercício profissional. Infelizmente é sabido que a educação vai muito mal das pernas. Os resultados pífios dos alunos brasileiros do ensino fundamental e, principalmente, do ensino médio, nas avaliações internacionais, são uma prova do descaso com a educação. Com isso, eles levam essas deficiências à faculdade. E como em grande parte dos cursos, o vestibular é apenas proforma, é no exame da OAB que os graves problemas do ensino aparecem, como dificuldades de compreender e redigir textos.

Uma das maneiras de melhorar a formação dos estudantes da área jurídica é por meio do estágio. Na capacitação prática, os estudantes convivem com profissionais experientes e aprendem tecnicamente a mexer com petições, recursos e processos, conhecendo a dinâmica da carreira. Com o intuito de estimular a abertura de oportunidades aos alunos para o aprimoramento dos futuros profissionais e identificar as fragilidades no ensino de direito, o CIEE atua em consonância com a Comissão Acadêmicos do Direito da OAB-SP, estimulando o contato entre escritórios de advocacia e estudantes. Além disso, o CIEE tem parceria com uma série de órgãos públicos por todo o Brasil, oferecendo sistematicamente vagas aos estudantes da profissão que, como costuma dizer o jurista Ives Gandra Martins, “é a mais importante, porque, sem ela, não há sociedade organizada.”




Luiz Gonzaga Bertelli
é presidente do Conselho de Administração do CIEE, do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista de História (APH).

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK