Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Deus será contraditório?
 
Deus será contraditório?
05/12/2016 as 16:03 h  Autor Padre Ezequiel Dal Pozzo   Imprimir Imprimir
Deus se torna um produto de tantas mentes, de tantas
linguagens e compreensões que não se sabe mais o que algumas pessoas querem dizer quando falam de Deus”

As imagens de Deus que carregamos em nossa mente são muitas e variadas. Normalmente, aceitamos uma porção de contradições na imagem que fazemos de Deus. Como dizemos que Deus é mistério, compreendemos que dentro disso cabe quase tudo. Compreendemos como aquilo que não é possível conhecer. Assim sendo, Deus se torna um produto de tantas mentes, de tantas linguagens e compreensões que, por vezes, não se sabe mais o que algumas pessoas querem dizer quando falam de Deus. Ou melhor, nas afirmações de crentes e até de pregadores não reconhecemos o Deus de amor que acreditamos. Dito de outro modo, pensamos: "mas o Deus de amor que eu acredito, não é assim como esse pregador está falando". A questão é que normalmente não temos condições de sentar numa mesa redonda e debater sobre a ideia de Deus. Cada pessoa, religião, grupo, movimento, vai adentrando numa compreensão de Deus e já não há desejo de discutir e criticar a ideia de Deus que possuo, herdei e construí. Por isso, Deus se torna um produto de inúmeros e contraditórios rostos. Essa constatação não colabora para que Deus seja mais amado e buscado.
 
Temos a ideia de que Deus é amor, mas que castiga e mata ao mesmo tempo. Perdoa, mas pune o pecador. É criador, criou um mundo perfeito, mas em vista do pecado de Adão e Eva, castigou a humanidade para sempre. Entrega por amor os mandamentos para que os sigamos, mas pune a não observação deles. Pode tudo, mas permite o mal. Vê nossos problemas e dificuldades, poderia ajudar, mas ajuda só quando quer. Criou o mundo livre e com suas leis, mas faz chover quando quer e como quer. Criou o ser humano livre, mas lhe marca a hora para morrer. É preocupado conosco, mas espera uma prece nossa para ajudar um doente. Vê o problema antes que nós e pode resolvê-lo, mas espera uma prece de nossa parte. Evita algum e outro mal, mas não evita todos porque é livre. Permite o mal porque dali quer tirar um bem maior. É onipotente, pode tudo, mas só evita o mal que quiser.

Todas essas ideias sobre Deus precisam passar pelo crivo da razão. Quando compreendemos que a ciência e a fé não se excluem, mas devem andar juntas, significa que a fé em Deus deve se harmonizar com o pensar Deus. Deus não é e não pode ser contraditório. O ser humano vive em si mesmo as contradições. Deus, porém, embora mistério, não pode ser contraditório. Temos que usar a inteligência, a reflexão para o compreendermos sempre mais. Eliminar as contradições de nossas crenças. Perceber que Deus se torna sempre mais Deus, na medida em que não afirmamos inúmeros conceitos irrefletidos sobre ele. Se alguém me diz que Deus permite o mal, como explicar-lhe que isso não é possível? Como falar a uma pessoa que Deus não pode fazer tudo aquilo que a nossa cabeça pensa, porque que, às vezes, o que pensamos é uma contradição ou algo irreal? Muitas vezes, submeter Deus a razão é possibilitar o  julgamento das pessoas. A pessoa pensa um Deus todo contraditório e julga o outro por ter uma ideia diferente de Deus.

Gostaria de desafiar você a pensar um Deus não contraditório. É muito rico criar uma imagem de Deus coerente, a partir no núcleo do amor. O amor é a pedra fundamental para obtermos uma ideia honesta, justa e coerente de Deus.



Padre Ezequiel Dal Pozzo   
contato@padreezequiel.com.br
www.padreezequiel.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK