Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O desinteresse do eleitor
 
O desinteresse do eleitor
01/11/2016 as 18:35 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
A estatística do Tribunal Superior Eleitoral diz que a soma da abstenção e dos votos nulos e brancos é de 32,8% do eleitorado registrado nas 57 cidades que tiveram segundo turno para a eleição de prefeito. No Rio de Janeiro e Mauá (SP), passou dos 41% e em São Bernardo do Campo (SP) foi de 42,3%. Isso quer dizer que nessas localidades, a soma dos que não compareceram ou deixaram de escolher um dos candidatos é maior do que os votos obtidos pelos vencedores do pleito. Joga por terra o argumento que lastreia a existência do segundo turno, de que com esse mecanismo o eleito é mais representativo porque recebeu a maioria absoluta dos votos, isto é, mais de 50%. Os percentuais que se contabiliza são dos votos válidos pois, se incluísse como universo a totalidade do eleitorado, o maior volume seria de abstenção, brancos e nulos.

Afora a rejeição ao Partido dos Trabalhadores, pelas razões que todos conhecemos, há que se observar o desinteresse do eleitorado pela eleição como um todo. Ano após ano, desde que o número começou a ser contabilizado, cresce a ausência às urnas e a não opção por um dos concorrentes. É um dado que os estudiosos da matéria não podem ignorar e os responsáveis pelo processo precisam considerar para a busca de aperfeiçoamento. É inegável que também há a parte da classe política, que precisa encontrar os meios de reacender no eleitor a vontade de participar e, através do voto, interferir nos destinos de sua comunidade.

Diferentes dos seus antecessores, os prefeitos agora eleitos, que tomarão posse a 1º de janeiro, não terão direito à reeleição. Isso é bom porque se preocuparão apenas com a administração e não com a atração de votos para o segundo mandato. Poderão, inclusive, fazer governos mais transparentes, dizendo claramente à população o que é possível e o que não dá para executar. Da mesma forma, os futuros vereadores terão uma nova motivação para o trabalho, pois dentre eles poderá sair o governante do futuro quatriênio.

A eleição concluída nesse 30 de outubro traz uma série de indicativos que, bem analisados, poderão contribuir para a reforma político-eleitoral. A reeleição já acabou para prefeito e precisa também ser extinta para presidente da República e governador de Estado. A conveniência do segundo turno e outra questão a se discutir. Além dessas, há que se pensar muito na utilidade do voto obrigatório. Melhor do que obrigar o eleitor a votar contrariado, seria criar um clima positivo para que ele tivesse interesse em comparecer e eleger o candidato de sua preferência. Isso faria muito bem ao Brasil...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK