Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Qual o X da questão no agronegócio?
 
Qual o X da questão no agronegócio?
20/05/2016 as 15:56 h  Autor José Luiz Tejon Megido  Imprimir Imprimir
O X da questão significa competência e responsabilidade em toda cadeia agroalimentar. Existe uma ação, eu diria ingênua ou mal intencionada de associar a produção alimentar do Brasil a uma cachoeira de veneno, agrotóxico ou defensivos. Ou seja, o nome que você prefere para o controle de pragas, doenças e ervas daninhas.

O X da questão está em não querer destruir a ciência e a tecnologia, ao invés de corrigir a consciência do seu uso, e o conhecimento da sua utilização, ou enganar a população com o falso terror de ao comer uma manga, melão, estar comendo a maçã envenenada da bruxa da Branca de Neve.

Da mesma forma, considero desonestidade brutal associar os agricultores brasileiros, que significam hoje exemplo de empreendedorismo e cooperativismo, a envenenadores vampirescos e toda categoria agronômica responsável pelos receituários em falsários. Irresponsável é quem faz e promove esta malévola percepção.

Menciono aqui o texto que acabei de receber da Dra. Agrônoma, Anita Gutierres, do Ceagesp. Ela diz: "As cenas apresentadas na novela Velho Chico com trabalhadores lavando pulverizadores costais no rio, de mangas colhidas após a aplicação de agrotóxicos são muito improváveis e, se ocorrerem, o coronel poderia ser preso pela fiscalização da Defesa Sanitária Vegetal".

E a Dra. Anita ainda explica que a legislação brasileira é tão severa quanto a dos países mais avançados e que no negócio da exportação somos fiscalizados e obrigados a seguir padrões de elevada exigência como Global GAP e FDA.

Temos muito a fazer? Sim. E nisto também vale uma autocrítica do setor que precisa e deve investir em recursos e verbas muito mais amplas na comunicação educadora de todos os agentes envolvidos na cadeia agroalimentar.

Então, o X da questão no agronegócio não está em bombardear a ciência e a tecnologia, ou suas empresas e pessoas. E sim termos muitos investimentos em comunicação educadora das práticas corretas no campo, que asseguram a boa alimentação.

E nisso, o Brasil tem áreas de excelência na sustentabilidade e na responsabilidade social do seu agronegócio. Os produtores brasileiros geram riqueza e alimentos para o Brasil e o mundo. Não os trate como envenenadores, eles são trabalhadores. Eis aí o X da questão.

José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM, Comentarista da Rádio Jovem Pan.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK