Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A televisão educativa?
 
A televisão educativa?
14/03/2016 as 14:11 h  Autor Ana Regina Caminha Braga  Imprimir Imprimir
Por viver e estar conectada com a Educação Infantil, ando muito preocupada com as várias realidades da Televisão Brasileira. Um dia desses estava em casa, muito cansada e liguei a televisão. Na mesma hora me deparei com o Big Brother Brasil 16. Deixo claro que não tenho nada contra o programa, mas como educadora preciso ter uma linha de pensamento diferente, e dentro deste papel preciso orientar a comunidade.
 
Na verdade, fico pensando um pouco e vejo que nossas crianças chegam ao mundo e logo são apresentadas a uma “enxurrada” de inversão de valores. O que lutamos para construir dentro de casa e na escola, muitas vezes, a televisão consegue acabar em alguns minutos. No BBB 16, por exemplo, as pessoas podem expor suas vidas, fazer o certo ou muito o errado e mesmo assim podem ser premiadas, recebem uma boa remuneração pelos "ensinamentos".
 
O primeiro questionamento que me ocorreu disso tudo foi: Se meus sobrinhos assistirem esses programas como devo proceder? E se meu aluno chegar à escola e perguntar algo sobre? Sou a favor, como devo me posicionar? Particularmente, sentaria com a criança numa oportunidade para explicar a realidade e o objetivo desses programas. No entanto, não permitiria mais seu acesso a eles. Deixaria outros momentos para ela desenvolver suas habilidades, como uma atividade lúdica, que traga uma aprendizagem significativa para seu futuro como aluna, cidadã e responsável logo mais por suas atitudes.
 
O nosso papel em casa e na escola é orientar. Se os pais/responsáveis não estão em casa para acompanhar, e se há uma pessoa com as crianças é o momento de instruí-la, ou dizer pelo menos o que é permitido ou não. É bem mais fácil deixar a criança ligar a televisão e “esquecer do mundo”, pois assim ela fica quieta. No entanto, ela fica quieta e reflete sobre o que vê, faz conexões com a sua realidade, abstrai os pontos positivos ou negativos daquilo que visualiza? Estas são perguntas e reflexões importantes, pois como diz Içami Tiba: “Quem Ama, também Educa”.
 
De verdade, fico cada dia mais perplexa com a intenção das pessoas em chocar de qualquer maneira: positiva ou negativamente. E fico mais ainda, quando percebo que o negativo não mobiliza pessoas a filtrar essas informações que não acrescentam educativamente na vida das crianças. Por isso, deixo esta reflexão: O que você enquanto responsável pensa sobre isto e como orienta sua criança?
 



Ana Regina Caminha Braga (anaregina_braga@hotmail.com) é escritora, psicopedagoga e especialista em educação especial e em gestão escolar.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK