Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > RDC na berlinda
 
RDC na berlinda
20/05/2014 as 07:06 h  Autor Luiz Roberto Gravina Pladevall  Imprimir Imprimir
O Senado está prestes a cometer um dos maiores erros contra o país caso aprove a Medida Provisória (MP) 630/13, que amplia o uso do Regime Diferenciado de Contratação de Obras Públicas (RDC) para todos os contratos públicos, incluindo obras e serviços de engenharia. Abre-se no serviço público um abismo imenso das necessidades reais do país e aquilo que realmente vai ser entregue. Com o novo regime, estamos abandonando ferramentas fundamentais para o desenvolvimento do país como o planejamento, instrumento essencial no setor público. 
 
Criado em 2011, o RDC chegou de afogadilho para acelerar as obras da Copa 2014 e da Olimpíada 2016. Acreditava-se ainda que o instrumento iria reduzir custos de todas as demandas de infraestrutura desses eventos internacionais. Mas não vimos nenhum desses resultados alcançados com o novo regime, conforme esta própria Folha apontou em matéria veiculada no dia 13 de maio: “A 30 dias da Copa, país cumpriu só 41% das metas previstas”.
 
Um levantamento do Sinaenco (Sindicato da Arquitetura e da Engenharia), em parceria com o CAU/BR (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil), aponta ainda que o RDC é um dos principais responsáveis pelo atraso na entrega das obras de mobilidade urbana e aeroportos para a Copa do Mundo.
 
A proposta em discussão no Senado prevê ainda uma nova modalidade de contratação integrada, definindo que o anteprojeto e a construção serão realizados pela vencedora da licitação, escolhida pelo menor preço. É inconcebível abandonar instrumentos capazes de garantir a entrega dessas obras e serviços. As licitações devem seguir a regra básica de que o projeto completo de uma obra deve ser desenvolvido de forma independente. Caso contrário, pode-se gastar bilhões de reais sem saber se o que está comprando, como vai ser entregue e quanto será entregue, ou seja, com detalhamento insuficiente para seu orçamento e execução.

Cabe ao projeto executivo de arquitetura e de engenharia oferecer a devida orientação, com todos os elementos da construção contratada. Ele é responsável por trazer as especificações detalhadas, que vão desde as fundações passando pelo uso de equipamentos necessários até detalhes do final da obra. Somente com esses dados, as vencedoras das licitações podem preparar propostas com as especificações qualitativa e quantitativa de materiais e serviços e também dos processos construtivos. Ainda mais: somente com os projetos executivos completos pode-se obter um empreendimento com orçamento e cronograma detalhados para a execução de obras.
 
Acreditamos que a aprovação da MP 630/13 deve ser antecedida por ampla discussão de vários segmentos da sociedade. Por isso, defendemos a criação de uma câmara setorial para discutir os gargalos na área de infraestrutura, promovendo avanços na contração de obras e serviços públicos e orientando o governo sobre os caminhos que podem ser tomados. Defendemos instrumentos mais detalhados como a modalidade de licitação do tipo técnica e preço para a contratação de serviços de consultoria, projetos e gerenciamento.
 
O desenvolvimento da Engenharia nacional também corre sérios riscos com um novo regime como proposto pela MP 630/13, que prevê a contratação de obras pelo menor preço oferecido. Além de não garantir a execução da obra, esse regime vai beneficiar os aventureiros de plantão, que podem não entregar as obras conforme a licitação ou até mesmo entregá-la com condições muito aquém das necessidades. 
 
Luiz Roberto Gravina Pladevall é presidente da Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente (Apecs).

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK