Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Coisas de Clarice
 
Coisas de Clarice
01/11/2013 as 11:05 h  Autor Petrônio Souza Gon&ccedi  Imprimir Imprimir
Adoro lojas de perfumes, lojas que sempre têm mulheres falantes, fumegantes... Fico por ali, entre uma escolha e outra, ouvindo sensações, gostos e histórias, desejos, sonhos, tudo devidamente aromatizado, muito bem embalado, essas coisas que tornam nossa fútil vida diária um pouco mais aceitável. Talvez por isso repita tanto os temas de meus presentes. Mas como são escolhidos com um criterioso carinho e envolvidos em sentimentos, recebo de volta o sorriso generoso e o abraço gestado. Esse trocar de abrigo dá um sentido renovador à nossa existência. A vida ainda permite essas distinções.

A vendedora, sempre impecável em beleza, atendimento e maquiagem, vai com a fina sensibilidade feminina construindo uma sutil cumplicidade comercial. Mais uma vez, identificou o desejo não dito, mas revelado. Colocou a fita bonita, a embalagem quase infantil e o delicado presente, mais bonito que eficiente: às vezes, o que se traz por fora, decora o que se tem por dentro. Do outro lado, a bela e simplória menina desfilava seu gosto apurado, contrastando com sua falta de maquiagem. A vendedora impaciente não foi capaz de alcançar os sentidos da menina pobre de sensibilidade rica. Apontei na prateleira alta o produto que garimpei do que ela desejava. Estava no alto, mas meus braços conseguiram alcançá-lo. Ela se encaminhou com graça para o caixa quando me tocou o ombro e me deixou um perfume diferente, uma leve essência de gente. Gosto desse cheiro, pois é ele que fica.

Finda a compra, a embalagem em rococó contemporâneo, o laço de fita que prende corações e corpos, fui ao caixa como quem busca o fim da festa. O preço não cobrado das pequenas emoções são as gratas surpresas da vida. É bom olhar mais para os lados do que apenas para a frente, nossos olhos precisam de paisagem.

Enquanto uma e outra menina se desdobrava ao caixa, para surpresa minha, como o último brinde da tarde finda crepuscular, a frase de Clarice Lispector - improvável em tão efêmero ambiente - em letras garrafais, plotadas e postadas na parede. Me coloriu por dentro, como uma fragrância. Guardei algumas palavras e o sentido, para garimpagem posterior, como os pequenos provadores de papéis que trazem o cheiro do perfume... Encontrei a frase inteira, que perfumou meu dia, e que agora vai aqui, para perfumar um pouquinho o de vocês também: "Não me prendo a nada que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão. Tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca”.

Petrônio Souza Gonçalves
é jornalista e escritor

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK