Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > UMA QUESTÃO DE MÉTODO
 
UMA QUESTÃO DE MÉTODO
12/07/2013 as 14:30 h  Autor Dr. Amadeu Garrido de Paula  Imprimir Imprimir
Centenas de interpretações lúcidas, ou pretensamente lúcidas, vieram à tona no campo - mais fértil do que se imaginava - da "intelligentsia" brasileira, com o escopo de satisfazer aos reclamos das ruas, e, em última análise, recompor a ordem estremecida, a platitude das condutas demarcadas pelos estereótipos das iniciativas privadas e das instituições públicas.
 
Porém, assim como o terremoto do território brasileiro agitou suas placas sem que nenhum vulcão permitisse a previsão de tantas irupções, também não se pode garantir que a lucidez de alguns iluminados, ainda que venham a ser eleitoralmente vitoriosos, preste atendimento à generalidade dos anseios bradados nas ruas e o Brasil retorne às rotinas conformistas da política previsível dos séculos passados.

Como é cediço, a natureza evolui do simples para o complexo. Assim, de algumas pretensões poucas, definidas e singelas, o movimento das ruas caminhou para uma complexidade que desafia os mais capazes filósofos da relação entre a sociedade e o estado. As ruas querem pouco, enunciam algumas pretensões mais imediatas e perceptíveis e, ao mesmo tempo, querem tudo. Querem uma sociedade razoável e justa; para tanto, dinâmica, que acompanhe a velocidade das estonteantes transformações contemporâneas.

O sólido e permanente desmanchou no ar. Derruíram os arquétipos formulados pelos pensadores do passado e, sobretudo, pelos bacharéis que formaram as linhas ideológicas das estruturas brasileiras. Os princípios do comunismo, do capitalismo e do bem-estar social são questionados por um pragmatismo que não mais admite o apriorístico e examina instantaneamente, pela comunicação digital, o acerto ou desacerto de fatos e decisões e propõem o necessário. É possível prever que o futuro rompeu com os sistemas.

Daí o equívoco das propostas de mérito, de soluções, mágicas ou não, acertadas ou não, que poderão conduzir os militantes para o interior de seus lares, onde permanecerão no comodismo de outrora. Ficarão dizimadas as posições pessoais, grupais e, por consequência, os partidos políticos. Os programas serão meros indicadores de iniciativas que, uma vez adotadas, passarão pelo crivo dos habitantes de um mundo completamente transformado.

O novo não assume o lugar do velho sem o transporte pelos ventos das mudanças dos elementos antecedentes. Portanto, essa transformação não é imediata, nem simples, nem pacífica; muitas pedras atravancarão o caminho, mas este está delineado e será inevitavelmente aberto. O novo incorporará o velho aproveitável e enterrará os cadáveres.
 
Daí porque a questão atual é uma questão epistemológica e que desafia, antes dos pensadores tradicionais, os formadores de métodos interpretativos da política e da sociedade. As tentativas e acertos tomarão os lugares das convicções assentadas e programáticas. A liberdade conduzirá os atos individuais e coletivos. Seu corolário é a enorme responsabilidade emanada de seu exercício, o outro lado da moeda livre. A definitividade das normas jurídicas dará lugar ao direito como experiência histórica. Aos dedicados aos assuntos públicos caberá o domínio da ciência de saber responder ao povo em face de seus anseios; em suma,  as ciências humanas nunca foram tão desafiadas como neste momento em que o mundo abre suas portas para o desconhecido.
 
Dr. Amadeu Garrido é advogado.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK