Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Qual o Valor da Vida?
 
Qual o Valor da Vida?
10/05/2013 as 16:33 h  Autor Álvaro Sales  Imprimir Imprimir
Qual o valor da vida? Talvez, seja uma pergunta difícil para se começar um texto,mas volta e meia questiono-me seu real valor. Para alguns, a vida é de um valor tão profundo que sequer pode ser pronunciado, em outras palavras: inenarrável.Para outros, basicamente, não tem valor. Enfim ( ou por isso) falemos um pouco de tal valor.

Evolutivamente e originalmente, dizem alguns cientista por ai, que a vida iniciou-se a partir de um aglomerado de aminoácidos, associados com sais, temperatura e água; os tais Coacervados. Não é a toa que Augusto dos Anjos dizia que era filho do Carbono e do Amoníaco! Já para os fieis amantes da Bíblia, a vida surgiu quando o sopro Divino moldou um pedaço do barro e deu origem ao primeiro Humano ( para os amantes de etimologia, Humano deriva de "humus' que significa " o que veio da terra") embebido de alma. Cá entre nós, a vida é realmente ambígua,correto?

E é na vida que os mais polêmicos temas se entremeiam, como, por exemplo, aborto e eutanásia. Para muitos, o aborto é de todo proibido, para outros, como o próprio Conselho Federal de Medicina, em até três meses de gestação (já que o coração ainda não começou a bater) não existe problema algum em fazê-lo. Por assim dizer, existe um milhão de motivos para ser a favor do aborto, e existe outro milhão para ser contra, e agora? Quem poderá nos auxiliar?

Eutanásia, para quem já ouviu falar, mas que desconheça o termo, é uma palavra derivada do grego que significa "boa morte", que para muitos de boa não tem nada. Em outras palavras, cometer eutanásia é antecipar a morte de um indivíduo. Parece que quem é a seu favor é um monstro, correto? É ai que está a questão! Se fosse você um paciente em fase terminal, sofrendo de dor 24 horas por dia e estando sedento por alívio imediato, você preferiria viver mais alguns dias com todo esse sofrimento ou preferiria morrer, desfalecer a alma, e acabar com as dores? Vish! Dificíl, né?

Rapidamente, fiz questão de salpicar nos temas "polêmicos". Mas, abstive-me em vários pontos já que pretendo guardar a cereja do bolo para o final! Bolo esse que muita gente na rua, nos asilos,dos hospitais gostariam de comer. Bolo esse que muito paciente canceroso gostaria de assoprar as velinhas por mais um ano de vida. Bolo esse que muitas crianças pobres, desnutridas, jamais comerão. Bolo esse que eu e você jogamos fora, sem antes perguntar se existe mais alguém que gostaria de comê-lo!!! E é dando o bolo em nossas próprias vidas, que a vida faz questão de nos mostrar o quanto somos somente uma cobertura de bolo, fina e sem graça.

Investimos milhões, bilhões, ZILHÕES de dólares buscando a vida de uma simples bactéria em outro planeta. Pra que tudo isso se não conseguimos alimentar nem sequer as vidas deste planeta? Irônico como uma bactéria pode valer mais que muitas vidas de um planeta azul que existe por aí.Por que não se investe todo esse dinheiro para suprir  os buracos nos estômagos, na vida, na alma, nas casas de tantas pessoas por aqui? Dinheiro que poderia ser muito bem investido em moradia, saúde, alimentação, qualidade devida, honra, etc. Às vezes, questiono-me se os marcianos não somos nós. Talvez,até hoje a vida extraterrestre não apareceu por aqui, porque eles saibam valorizar tanto a vida do mundo deles que não precisam sequer procurar vida em outro lugar.

Tanta gente por aí que retira a vida de outra pessoa por dinheiro, ira, inveja, ciúmes! Quanta ganância!!! Do que adianta virmos da terra, ou dos coacervados, se nem sequer temos conservado a nossa terra de origem? Parece que vivemos para matar e morremos para servir de matéria orgânica! Pra que muito dinheiro, muita festa, muito sofrimento, muita agonia, muita corrupção se a única certeza que temos é que vamos morrer com a sensação de nunca antes termos vivido? Por assim dizer, volto-me ao início do texto, já que foi erro meu indagar aquela pergunta naquele momento, e questiono-lhe: Qual o valor da vida?

Álvaro Sales
. Estudante do 3º período de Medicina da Universidade Federal de Goiás

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK