Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia

> Principal > JUVENTUDE CRÍTICA > >
 
Professor:
HENRIQUE VIANA
Licenciado em Letras pela UNEB,
Especialista em Estudos Linguísticos:
Leitura e
Produção Textual, pela UNEB,
Professor no Gauss - Centro de Estudos.
;
img
Juventude Crítica: pão, paz e feijão
28/12/2016 as 14:44 h  Autor admin  Imprimir Imprimir
O Brasil representa a 7ª economia do mundo e a maior da América Latina. Apesar disso, não é considerado um país desenvolvido. Um dos principais fatores que impedem essa nomenclatura e coloca o país no time dos emergentes é a grande parcela da população subnutrida e má alimentada. Ou seja, a fome é um problema de escala nacional que afeta muitos brasileiros e que afeta também o desenvolvimento do país. Quais são as causas e como reverter esse quadro?

Apesar de o Brasil ser uma potência agrícola e grande parte do seu PIB vir do setor primário, possui uma população faminta. Isso é decorrente da política agrícola em que a maior parte do que é produzido nos grandes latifúndios é para exportação e produção de ração para animais. Portanto, quem é responsável por abastecer o mercado interno são os pequenos produtores. Esses, porém, estão suscetíveis às crises econômicas e não têm acesso às tecnologias de ponta para melhoramento do solo. Além disso, a maioria desses pequenos agricultores produzem apenas para a alimentação de suas famílias e vendem o excedente quando ele existe.

Ademais, a renda é má distribuída no país. Cerca de 66% das famílias brasileiras vivem com uma renda inferior a dois salários mínimos. Geralmente, são famílias com pai, mãe e dois filhos que sobrevivem com duas refeições por dia, às vezes até uma. E ainda, existem muitos casos em que os pais mandam os filhos para a escola apenas para que eles sejam alimentados na hora da merenda. Ou seja, essas pessoas são as mais prejudicadas durante os períodos de crise, como a que estamos passando neste momento. O preço dos alimentos sobe, entretanto os salários continuam os mesmos.

Fica claro, portanto, que apesar da economia desenvolvida, o Brasil ainda tem muito que melhorar socialmente, e o primeiro passo para isso é acabar com a fome que assola o país. Inicialmente, a população de cada município deve optar pela compra de alimentos produzidos na região, assim os preços iriam diminuir. Além disso, supermercados e restaurantes devem doar o excedente de comida para famílias carentes. E ainda, o Estado pode oferecer cursos gratuitos profissionalizantes aos cidadãos para aumentar a renda média e melhorar a alimentação. Outra ação importante por parte do governo é a fiscalização de programas como "Bolsa Família", que complementa a renda de muitos brasileiros, e oferecer alimentos mais nutritivos à rede pública de ensino, como variadas frutas, legumes e verduras. Ao seguir por esse caminho, estaremos cada vez mais perto de oferecer pão, paz e terra para a população.
 


Carolina Rodrigues
Aluna de Orientação do Professor Henrique


Comente via Facebook

Leia mais
Não há comentários.
img



img
RSS  Artigos Artigos

Quando menos se espera, chega a grande crise. O presidente da República que, na quarta-feira passada, comemorava o começo da recuperação no mercado de trabalho e outros indicadores favoráveis da economia, resta hoje denunciado ao STF (Supremo Tribunal Federal), perde...
Essa é uma pergunta que corre pelo Brasil. A resposta é SIM. Lula será preso. É só uma questão de tempo e procedimentos legais, que sabemos, são demorados, especialmente quando envolvem um ex-presidente. Não há mais como sustentar a defesa de Lula, que nunca soube de...
Meu sobrinho de sete anos, Ramon, saiu-se com esta, recentemente, quando lhe deram um texto escrito em letra cursiva para ele ler: “Como é que vocês me dão uma coisa com uma letra que eu não sei ler?” E ele tinha razão. Ele está sendo alfabetizado pelo sistema novo que...
Convido o leitor a fazer um experimento, passe a língua na superfície dos dentes naturais e perceba a textura lisa que eles possuem. Repita após ter comido uma fruta ou tomado um copo de suco de limão ou laranja. Conseguiu perceber a diferença? Antes liso e depois “áspero”? Muitos de...
Não é preciso ir longe para assistir exemplos de que a sociedade anda com vários problemas. Ligue a TV, assista ao telejornal e preste atenção nas matérias divulgadas. Violência, preconceito e corrupção são palavras já comuns em nosso dia a dia, e o pior, nós nos acostumamos com...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img


img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Obra da Ática, lançada em 2011, traz as ilustrações originais de Jim Kay e tradução do escritor Antônio Xerxenesky. É o pesadelo de novo, como em quase todas as noites depois que a mãe de Conor ficou doente. A escuridão, o vento, os gritos – e o despertar no mesmo ponto, antes de...
Os Direitos Humanos e os Valores Humanistas estão presentes nas mais diversas tradições religiosas e filosóficas da Humanidade. Eles não são monopólio do Ocidente ou propriedade cristã. As maiores religiões e sistemas filosóficos afinam, nos seus grandes postulados, com as...
O ex-ministro Luiz Carlos Borges da Silveira, que ocupou a pasta da saúde entre os anos de 1987 e 1989, no governo de José Sarney, acaba de lançar seu novo livro: “Nova República: 30 Anos de altos e baixos”. A obra retrata o período que vai do fim da ditadura militar e eleição do primeiro presidente...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK