Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O indulto sob crítica e suspeita
 
O indulto sob crítica e suspeita
28/12/2017 as 17:54 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
A nova polêmica nacional está calcada no decreto de indulto natalino assinado pelo presidente Michel Temer. O procurador Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Operação Lava Jato, bate de frente e diz que a medida enfraquece as investigações dos casos de corrupção na medida em que reduz automaticamente as penas 20%. Com isso, os réus deixarão de fazer delações premiadas, onde revelam os crimes e seus comparsas, pois o prêmio já foi recebido diretamente do indulto presidencial sem nenhuma contrapartida. Deltan é ácido quando afirma Temer talvez tenha providenciado uma saída para si mesmo quando, depois de sair do governo tiver de responder pelas denúncias barradas na Câmara dos Deputados.

Justificada ou não, a questão colocada pelo procurador intranquiliza e banaliza o instituto humanitário de que dispõe o chefe da Nação para aplicar uma vez ao ano aos apenados de bom comportamento e que tenham agido sem violência. O questionamento é não ter excluído dos benefícios os condenados por corrupção e nem os com mais de 12 anos de pena, casos típicos da maioria dos políticos, doleiros e executivos alcançados pelos tacões da Lava Jato. A polêmica é preocupante na medida em que coloca em rota de colisão duas importantes instituições da República.

O presidente, ao decretar o indulto de 2017, usou sua prerrogativa e, em princípio, não há o que contestar. Deve tê-lo feito dentro do que determina a lei, já que o procedimento é resultado de gestões de diversos órgãos, inclusive o Ministério Público. Considere-se, ainda, que o benefício não é autoaplicável. Todo réu que o pleitear passará pelo crivo do seu juiz de execução, que examinará o caso especificamente e o seu enquadramento legal.

A Lava Jato e demais operações anti-corrupção são importantíssimas. Foi através de sua força que se descobriu os esquemas que durante anos sangraram a Petrobras e outros órgãos públicos em benefício de políticos, empreiteiras e seus conviventes. Preservá-las é do absoluto interesse nacional. Mas os tentáculos não devem se alongar além da sua área específica de atuação, pois isto poderá levar à crise institucional, que não interessa a ninguém.

O pronunciamento do procurador sugere, agora, a tomada de posição de sua chefe, a procuradora geral, Raquel Dodge que, se assim também entender, tem representatividade para questionar junto ao Supremo Tribunal Federal a legalidade e constitucionalidade do indulto presidencial nas condições em que foi editado. É uma incomoda pendência que agora, depois das críticas, terá de ser enfrentada e dirimida...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando olhamos para o atual cenário político do Brasil, entre acusações e negações, malas de dinheiro, e os mais variados problemas hoje enfrentados, logo vem à cabeça de céticos e críticos do sistema, que veem a política como arte da dissimulação: “A política é uma...
Combinado, meu bem, vou lhe fazer uma pergunta. Se você acertar, eu compro seu ingresso para o show do Wesley Safadão. Lá vai: quem disse a frase “Quem sou eu para dar palpite sobre decisão judicial?” Eu digo a resposta correta lá no final, tá? Claro que...
Montesquieu, em seus pensamentos, ensinava: “Quando vou a um país, não examino se há boas leis, mas se são executadas as que há, pois existem boas leis por toda a parte”. E Sólon, o filósofo grego, ao ser perguntado se outorgara aos atenienses as melhores, saiu-se com esta resposta: “dei-lhes as melhores leis que eles podiam aguentar”. As duas pequenas lições calham bem no momento vivido pelo país. Primeiro, por refletir o estado...
Este ano teremos eleições para presidente e governadores. Todos, sem nenhuma exceção, farão duas promessas: reduzir a pobreza e reduzir o desemprego. Esses são os dois maiores flagelos sociais brasileiros. Ainda que todos digam as mesmas coisas e façam as...
O presidente Michel Temer afastou quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, investigados por irregularidades apuradas pela Operação Greenfield, do Ministério Público Federal. O Conselho da instituição se prepara para assumir a tarefa de nomear e demitir esses...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK