Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Notícias Destaque > Notícias/Agência Einstein > Estudo: crianças de baixa renda foram as mais afetadas psicologicamente pelo fechamento das escolas
 
NOTCIAS DO DIA... NOTCIAS DO DIA...
Estudo: crianças de baixa renda foram as mais afetadas psicologicamente pelo fechamento das escolas
21/09/2021 as 19:22 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir

Foto: UFGD
 
Isolamento e ensino remoto durante a pandemia
prejudicaram saúde mental de estudantes, especialmente os
com renda mais baixa e de grupos éticos minoritários
 
Crianças com renda mais baixa e de grupos étnicos minoritários foram psicologicamente mais afetadas pelo fechamento das escolas durante a pandemia de covid-19, segundo um estudo americano publicado no periódico Journal of the American Medical Association (Jama). 
 
Os cientistas queriam investigar o impacto do isolamento e das aulas à distância na saúde mental de crianças e adolescentes. Eles observaram que negros, hispânicos e mais pobres tiveram efeitos negativos mais intensos em comparação com jovens brancos e com maior renda. 
 
Os dados foram obtidos a partir de entrevistas com 2 324 adultos que tinham pelo menos uma criança dentro de casa. O trabalho mostrou que um terço dos pais ou responsáveis relataram que os filhos estavam mais tristes, deprimidos ou solitários desde o início da pandemia. 
 
Os pesquisadores analisaram a renda de cada família que participou da pesquisa: ela foi medida em 18 categorias, que variavam de menos de 5 mil dólares a mais de 200 mil dólares por ano. Ao analisar os resultados, os especialistas descobriram que não frequentar o ambiente escolar presencialmente desfavorecia mais os estudantes de baixa renda, refletindo na piora da saúde mental.
 
O estudo também confirmou que as limitações tecnológicas são mais comuns em famílias de renda baixa, acentuando a desigualdade que já existia antes da pandemia. “Muitos não tiveram uma escolarização significativa nesses dois anos”, afirma Andrea Lunardelli Valente, psicóloga do Serviço de Apoio Psicopedagógico da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).
 
Ela diz que também notou um aumento de transtornos mentais entre as crianças durante o período de ensino à distância. Entre os mais comuns estão a ansiedade, depressão e a síndrome do pânico. “Ensino remoto em combinação com contexto pandêmico afeta a vida de diversas maneiras”, resume. 
 
E há uma diferença na manifestação dos sintomas na fase infantil e na puberdade. Nas crianças, por exemplo, sinais depressivos e de ansiedade generalizada podem surgir por meio de inquietude e irritabilidade. Já os adolescentes se isolam e ficam mais agressivos, como destaca a psicóloga Camilla Pereira Alves, especialista em psiquiatria e saúde mental pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. 
 
Outras doenças também vem exibindo um aumento relacionado ao isolamento. “Muitas crianças estão com sobrepeso ou com falta de vitaminas porque não tomam sol”, destaca Andrea.
 
Por Priscila Carvalho, da Agência Einstein

Comente via Facebook

Mais Not�cias
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Não há nenhuma beleza na miséria. A frase é do angolano José Eduardo Agualusa e cai bem para o momento.  A fome que ataca milhões de seres humanos no planeta, principalmente no continente africano, é um espetáculo horripilante. As massas sofridas que habitam as...
Que o mundo está mudando, não é novidade para ninguém. Percebemos uma geração mais consciente social e ambientalmente, disposta a provocar transformações, acelerando movimentos que antes levavam décadas para, de fato, mudar algo na prática. É uma geração que impulsiona mercados, empresas, academia, governos e organizações em um caminho sem volta. São ícones que, corajosamente, levantam bandeiras por...
A pesquisa de intenção de voto tem uma grande utilidade: revelar aos partidos e a seus possíveis candidatos o nível de aceitação de cada um na preferência popular. É uma das ferramentas para a decisão de lançar ou não candidatura própria ou se aliar a quem tenha melhores condições para...
O Brasil deve ser o Estado Democrático de Direito e não o "Estado Do Bacharel em Direito". É fato que mais da metade das Faculdades de Direito do mundo estão no Brasil e isto não converteu em uma situação na qual tenhamos uma sociedade juridicamente mais eficiente e com melhores soluções sociais, inclusive até gera um efeito contrário em razão da necessidade de se criar mercado de trabalho para burocratas legais. Por outro...
Há anos, os empreendedores da área industrial tem se ressentido da falta de qualificação da mão-de-obra para o chão de fábrica. Vivemos uma dicotomia do enorme exército de desempregados contra a falta absoluta de profissionais qualificados nos diversos setores da indústria....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK