Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Pesquisa eleitoral antecipada traz insegurança
 
Pesquisa eleitoral antecipada traz insegurança
23/10/2021 as 19:34 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
A pesquisa de intenção de voto tem uma grande utilidade: revelar aos partidos e a seus possíveis candidatos o nível de aceitação de cada um na preferência popular. É uma das ferramentas para a decisão de lançar ou não candidatura própria ou se aliar a quem tenha melhores condições para a montagem de um projeto político. Essa consulta costuma ser custeada pelo interessado, que determina parâmetros, verifica os itens apurados e com eles orienta a tomada de posição. Só depois de o ambiente eleitoral definido, com candidaturas claramente colocadas, mesmo ainda sem o registro, é que passam a ter significado as consultas das possibilidades dos concorrentes e isso se transforma em notícia para o grande público. Pesquisar antes só tumultua o quadro e traz, até , insegurança econômica ao país. Os investidores, na possibilidade de instabilidade ou grandes mudanças, ficam reticentes e migram seus recursos daqui para outros países.
 
Ainda falta praticamente um ano para as eleições presidenciais e já vemos informações sobre a possível disputa entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A polarização existe. Quanto ao resultado das pesquisas, não temos credenciais para duvidar e nem razões para neles confiar. Principalmente porque os possíveis concorrentes ainda não se declararam candidatos – e se o fizerem correm o risco de ser atropelados pela legislação eleitoral, pois isso pode ser considerado campanha antecipada, o que é proibido. Ninguém, nesse momento, é capaz de prever com certa segurança em que condições Bolsonaro, Lula e os demais pretendentes à presidência da República chegarão à época da campanha. Advers ários fazem todo o possível para obter judicial ou politicamente a inelegibilidade de Bolsonaro e Lula, embora liberto pelo Supremo Tribunal Federal, não teve anados os seus processos, que voltarão a ser julgados. Os governadores de São Paulo e Rio Grande do Sul, lutam pela candidatura tucana. E ainda há a possibilidade de uma terceira via formada por uma coalizão de partidos posicionados ao centro.
 
A indefinição do cenário leva, por lógica, à desconfiança sobre os números que se tem divulgado, como aqueles que para o segundo turno apontam Lula com 56% e Bolsonaro com 31%. Se é difícil aferir o quadro do primeiro turno, muito mais será para o segundo, que ainda depende de  acontecimentos futuros. Longe de desqualificar o trabalho dos órgãos de pesquisa, é preciso considerar que nesse momento ainda não há o ambiente concreto a pesquisar. Independente da opção por um ou outro polarizado, é difícil admitir os números acima considerando-se a grande mobilização de massa que o presidente consegue realizar e o público diminuto que os eventos do Partido dos Trabalhadores e seus aliados reúnem, a ponto de nem o seu virtual candidato comparecer. 
 
A divulgação das pesquisas nas condições em que hoje são produzidas e interpretadas poderá ser entendida como propaganda eleitoral antecipada e criar embaraços. Isso em nada contribui para a boa escolha dos futuros ocupantes dos cargos públicos em disputa e ainda tumultua o ambiente, levando incertezas à cabeça do eleitor. O bom seria que as pesquisas eleitorais fossem divulgadas somente no ano em que forem realizadas as eleições ou, até, a partir do momento em que já estiverem oficializadas as candidaturas. O processo das eleições tem de se desenvolver de forma simplificadora, pacífica e ordeira, sem que o cidadão seja importunado com informes que possam confundi-lo ou baixar a qualidade do seu voto. A eleição do próximo ano será de altíssima responsa bilidade. Além de presidente da República, nela escolheremos governadores, senadores e deputados federais e estaduais. Que sejam eleitos os melhores... 
 


Por Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
Nesse próximo sábado (27/11), a live no canal de Ananda Lima, será sobre a Literatura em Formosa do Rio Preto.
Os convidados são os escritores, Eromar Bonfim, Evadson Maciel e Arnone Santiago.
Todos falarão de suas obras publicadas e como a literatura influência em sua condição humana.
Conheça um pouco da potência criadora da região Oeste.
*****
Acesse o canal de Ananda Lima (https://youtu.be/zIPXxy4U1SI) e acompanhe essa e outras discussões que ocorrem todos os sábados, às 18 horas.
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK