Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As incertezas causadas pela Covid 19
 
As incertezas causadas pela Covid 19
27/08/2020 as 17:13 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Parece que a pandemia da Covid 19 veio para não deixar pedra sobre pedra. Ao lado da boa notícia vinda do Imperial College da Inglaterra, que aponta estarmos no primeiro momento de concreta baixa da infestação no Brasil, temos o alerta da pesquisa da universidade de Harvard, que aponta as crianças como portadoras de alta carga viral e maior disseminadoras do que os adultos. Esse estudo dos pesquisadores norte-americanos deve levar o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), a desistir da reabertura das escolas em outubro, conforme prevê o Plano São Paulo, administrado pelo governo do Estado. A possibilidade de não retorno das aulas presenciais neste ano leva as escolas particulares ao colapso e as lideranças do setor prometem recorrer à Justiça para garantir o seu direito de trabalhar e, dessa forma, cumprir a finalidade para a qual são licenciadas.

É um momento difícil. Sabe-se que embora haja a alternativa das aulas à distância, muitas escolas – tanto particulares quanto públicas – não estavam preparadas para essa modernidade. Muitos dos alunos, especialmente os de famílias mais pobres, não têm acesso à internet para receber as aulas nos estabelecimentos cujos professores conseguiram produzi-las. Ainda somam-se ao quadro catastrófico as questões sociais da criança que hoje tem de ficar em casa e impede os país de trabalhar, e daquelas que tinham na merenda escolar a sua principal refeição do dia. É importante que os responsáveis pelo controle da pandemia ofereçam parâmetros seguros para evitar que a volta dos alunos cause o reaquecimento da transmissão do vírus. Quem reunir o alunado e provocar o aumento dos casos da doença, mesmo que não venha a ser responsabilizado, certamente restará com profunda crise de consciência.

Vivemos um momento tenso. Todos têm de colaborar. Não há mais lugar para o radicalismo do “fecha tudo” e nem para o “libera geral”. As autoridade e principalmente os especialistas em Saúde têm de agir com bom senso. Mesmo tendo de trabalhar e continuar com sua vida, a população precisa cumprir regras. Se há o aconselhamento  para usar máscara, evitar aglomerações, manter distância segura e outras medidas profiláticas, elas têm de ser respeitadas. Até porque, se os quadros de contaminação  voltarem a subir, será preciso endurecer as restrições.  

A Covid 19 muito nos impactou. Abreviou a vida de mais de 100 mil brasileiros, muitos dos quais portadores de males que os levariam a óbito, mas não tão rapidamente. Interrompeu negócios e desempregou milhares de pessoas. Serviu até para alguns políticos mostrarem o pior de suas faces negativas. Temos de adotar todos os cuidados para evitar que, numa nova onda, tudo se repita e o sofrimento continue ou seja ainda maior...
 


Por Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK