Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A armadilha imposta pelo STF aos governantes
 
A armadilha imposta pelo STF aos governantes
24/07/2020 as 18:55 h  Autor Juarez Cruz  Imprimir Imprimir
O ano de 2019 parecia que não queria acabar de tão ruim que foi. Estávamos no primeiro não do governo de Jair Bolsonaro(sem partido),governo cheio de ministros atrapalhados, incompetentes e ideologizados, fundamentados nas ideias de um também atrapalhado Prof. Olavo de Carvalho, que nem vive e nem conhece o Brasil vive e ainda é seguido frenética e cegamente pelos três filhos do presidentes. Aos trancos e barrancos vencemos o medo e fomos em frente.

Terminado o ano estávamos a comemorar essa difícil travessia quando fomos surpreendidos pelo Coronavirus, apelidado de Covid-19 pelos deuses da Organização Mundial da Saúde(OMS), que foi trazido da China para a Europa, depois para os EUA, até que em março essa doença ancorou em nosso porto e se espalhou abruptamente pelo país.

Alheio ao perigo que representava essa doença a sua saúde, o povo não se deu conta da ameaça iminente e brincou o carnaval atendendo aos chamamentos dos prefeitos das grandes capitais(São Paulo, Recife, Salvador e Rio de Janeiro), onde são realizados os maiores carnavais do país, e caíram na folia. O prefeito de Salvador ACM Neto(DEM-BA), durante uma entrevista próximo do carnaval, chegou a ironizar quando lhe perguntaram se não havia risco de uma grande contaminação durante o período de Momo. “Estamos bem pertinho do carnaval e isso não deverá ser uma preocupação do nosso folião e nem do folião turista para brincar o carnaval... Aliás, em outros lugares, mundo afora, está sendo alvo e vitimas do Coronavirus, então se querem um lugar seguro para brincar o carnaval, esse lugar é Salvador, é a Bahia”, respondeu o prefeito exibindo arrogância de todo político e a sabedoria de um visionário, que ele não tem.

Hoje como bem podemos ver o prefeito, que garantiu um lugar seguro para reunir multidões, quando afirmou que sabia que nada iria acontecer aos Soteropolitanos e seus turistas, errou e errou feio e hoje a Bahia já tem 91.954 casos confirmados(06/07), com 2.535 mortes e 26.531 com vírus ativos, podendo transmitir para outras pessoas.  Dos 394 munícipios atingidos, Salvador é a maior cidade, com 44,25% dos infectados. Se o carnaval não tivesse acontecido, possivelmente este percentual fosse menor e o número de mortes também.

Não senhor prefeito, aqui e em nenhum país é um lugar seguro quando não se tem políticas públicas de saúde que assegure a integridade física e emocional de sua população, onde não se tem investimentos voltados para prevenção e atenção básica de saúde para que á população não morra por falta de leitos, UTIs, boas emergências médicas, profissionais de saúde bem treinados para quem precise ser atendido com urgência num hospital público. O senhor ACM, junto com o agora seu amigo e parceiro governador Rui Costa(PT-BA), não foram cuidadosos e responsáveis como deveriam ser os bons gestores públicos na contenção do avanço desta pandemia, primeiro vocês se preocuparam com a realização do carnaval e com o retorno político e financeiro que dele viria; depois não atenderam ao decreto presidencial, que em fevereiro já alertava para a pandemia que poderia atingir o país, levando a resolução do problema para o campo político, rivalizando com o presidente Bolsonaro quanto negligenciavam ás medidas de prevenção em detrimento da saúde dos baianos e se aproveitaram de uma decisão absurda, maquiavélica e irresponsável de um ministro do Supremo Tribunal Federal(STF) desmoralizado, que retirou do presidente a condição de comandar as ações contra o Covid-19, delegando aos gestores estaduais e municipais essa competência e o que vimos foi uma doideira geral, com cada governador e prefeito querendo fazer de seu jeito, num abre e fecha do comércio sem nenhum planejamento, além de mostrarem seu lado autoritário, ditatorial quando adotaram medidas extremas  e algumas até inconstitucionais, como decretar estado de sítio e prender ou multar quem estivesse sentado numa praça, surfando ou caminhando num calçadão durante medidas de isolamento social.

Toda essa parafernália contou com o apoio e conivência da imprensa que é paga para não se manifestar ou denunciar e entrou na onda do “Fique em Casa”, aterrorizando as pessoas mostrando imagens de covas abertas e números de mortos nos seus telejornais enquanto o povo adoece dentro de suas casas e é levado para o respirador onde não é mais possível respirar e morrem como peixe fora d’água.  
 
Senhores Rui Costa e ACM Neto vocês, como todos os outros governadores, prefeitos e o STF, são os verdadeiros responsáveis por milhares de mortes de Covid-19 durante a pandemia, pelas falências causadas ás pequenas empresas e o grande número de desempregados que se somarão aos 12milhões que já existiam antes da pandemia.

O STF delegou a vocês uma responsabilidade que era do presidente Jair Bolsonaro e vocês caíram na armadilha do ministro, indo com muita sede ao pote, inclusive superfaturando preços de insumos, equipamentos, serviços, contratação de pessoal, aluguel de ambulâncias, leitos e veículos diversos, inclusive com desvio de dinheiro como foi o caso mais recente do ex-secretário de saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, preso por corrupção e com oito milhões de reais encontrados em seu apartamento, sem justificativa aplausível. Agora vocês terão que assumir seus erros e serão responsabilizados por todas essas mortes que não foram evitadas enquanto mediam força com o Governo Federal. As famílias agradecem se pedirem ao menos desculpas, e lembrando que nas eleições de 2020 e 2022, o troco vai ser dado nas urnas, onde vocês serão julgados e condenados (seis gestores já estão sendo caçados pela Polícia federal e vem mais por ai), haja vista que condenar ou absolver é função do STF, mas como o supremo é conivente com seus mal feitos ele não tem idoneidade moral para cumprir sua função institucional.

Por Juarez Cruz, escritor e cronista
juarez.cruz@uol.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK