Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Resgatar a cidadania é preciso
 
Resgatar a cidadania é preciso
15/06/2020 as 18:33 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Preocupa ver a intransigência e o radicalismo tomando conta da cena. É abominável assistir indivíduos destruindo o patrimônio (público ou privado) independente do que os motiva. É inaceitável os símbolos nacionais, especialmente a bandeira, que desde cedo nos ensinaram a respeitar e admirar, ser queimada ou alguém receber reprimenda por estar portando-a. É deplorável a moda ou costume que se cultivou na canhestra democracia que vivemos nas ultimas décadas, quando valores consagrados de cidadania e civilidade foram contestados e distorcidos. A bandeira, o hino, o brasão e o selo da República devem estar  acima de ideologias e tendências político-partidárias ou quaisquer outras. Não podem ser sequestrados e muito menos subordinados a grupos, pois representam a totalidade dos brasileiros, tendo a função de uni-los e nunca dividi-los.

São preocupantes as cenas que os extremados têm exposto à Nação. Vilipendiam os símbolos e os enfraquecem na sua missão de unir os brasileiros, na medida em que os sequestram para sua militância político-ideológica ou, então, os destroem como se fossem com coisas inúteis ou até perigosas. É de se esperar que um laivo de inteligência passe pela cabeça dessa gente e os leve a deixar a militância de viés negativo e destruidor. Compreendam que os símbolos nacionais estão acima das divergências.

Ademais, temos a necessidade de restaurar valores que o democratismo de risco destruiu. Lembrar que a Nação somos nós (sem exceção) e que, de uma forma ou de outra, teremos de um dia nos entender e, se isso não ocorrer, marcharemos todos para o caos. A democracia que tanto se tem incensado desde 1985, precisa de cidadãos cônscios de seus direitos e deveres (não apenas de direitos), de respeito do povo às instituições e dos titulares dos poderes em relação ao povo. As extrapolações e omissões destroem a democracia e conduzem ao impasse, que precisa ser evitado a todo custo, pois leva ao sofrimento generalizado.

O recriado Ministério das Comunicações deveria ter entre suas tarefas, a realização de campanhas de suporte à cidadania no jornal, rádio, TV e outras mídias. Levar o povo a raciocinar sem o víeis político-ideológico. Até hoje são lembradas as inserções sobre “O petróleo é nosso”, “Sugismundo”,  “Você constrói o Brasil”, “Brasil sem fome” e muitas outras que, em diferentes épocas e circunstâncias, ressaltaram  valores sócio-ambientais. Com os recursos técnicos e canais hoje disponíveis, o governo daria um grande salto de qualidade resgatando valores e orientando a população. Se essa prática já estivesse implantada, certamente não teríamos hoje o povo tão desorientado e resistente ao uso da máscaras, distanciamento e outros cuidados profiláticos para não se contaminar com o coronavírus. Mais importante do que economizar verbas publicitárias é empregá-las bem, para que produzam bons resultados à sociedade...  
 
Por Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo). aspomilpm@terra.com.br            

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK