Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Pequeno Gigante
 
Pequeno Gigante
15/06/2020 as 18:30 h  Autor Carlos Souza Yeshua  Imprimir Imprimir
Em 2018, Salvador foi cenário da novela global Segundo Sol, exibida de maio a novembro. Para os baianos, foi uma felicidade ver sua cidade semanalmente no horário nobre da TV, mesmo sabendo que boa parte da trama era gravada no Rio, como acontece com a maioria das novelas e filmes da Rede Globo. O Rio de Janeiro é a “Riollywood” brasileira, pois concentra os principais estúdios de televisão e, portanto, serve como cenário para quase toda ficção mostrada na TV. Desse modo, a diversidade do Brasil é excluída na telinha, o que leva brasileiros de outras regiões do País a não se reconhecerem na tela da TV e do cinema. Mas algumas produções conseguem quebrar essa lógica e gravar conteúdos cinematográficos e televisivos fora do Sudeste, na contemplação de um Brasil que não se limita ao Rio e a São Paulo.  

Salvador, com sua beleza artística, cultural, histórica e religiosa, além de suas praias, que estão entre as mais belas do mundo, tem tudo para ser um dos polos cinematográficos dos mais promissores do Brasil. Porém, por razões obvias, ainda não encontrou o caminho para tanto. A Bahia de Todos os Santos, com suas ilhas, o recôncavo, a região metropolitana, a linha verde, enfim todo o estado, tem cenários incríveis, prontos para serem filmados e exibidos nas telas de todo planeta!

A boa notícia é que, no dia 14 de maio, a TVE exibiu o primeiro de 13 episódios do seriado baiano Pequeno Gigante (direção de Anderson Soares Caldas), que segue em exibição todas as quintas-feiras, às 20h, até 6 de agosto. A série tem trama política gravada em Salvador e em Lauro de Freitas e conta a história de Davi, um jovem natural de uma comunidade quilombola da Ilha de Itaparica, o qual, ainda adolescente, muda para Capital, onde, mais tarde, se tornará vereador. Na comunidade Nova Nigéria, onde mora, luta contra a especulação imobiliária perpetrada por seu padrinho político, que pretende desapropriá-lo para a construção de um condomínio de luxo.

Davi, interpretado por Guilherme Silva, é um ativista social que, assim como o Davi da Bíblia, enfrentará um inimigo poderoso – o senador Saul Dias, interpretado por Harildo Déda, frente ao qual arriscará não só seus valores éticos e morais, aprendidos com o mestre Negro Mármore, mas sua vida. Isso para honrar o compromisso com sua comunidade. As personagens femininas são inspiradas na força da mulher baiana e dentre elas estão às atrizes Ana Tereza Mendes, Evana Jeyssan, Laíse Leal, Raíssa Xavier e Valdinéia Soriano.

A série é inspirada na realidade de Salvador, com toda sua idiossincrasia e complexidade, advindas das questões sociais mal resolvidas ao longo de sua história. Agora, basta continuar a assistir e torcer para que o Pequeno Gigante chegue à segunda temporada e às plataformas de streaming o quanto antes!



Por Carlos Souza Yeshua, jornalista
carlos-souza@hotmail.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK