Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A pandemia e a salvação nacional
 
A pandemia e a salvação nacional
06/04/2020 as 11:28 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&  Imprimir Imprimir
A pandemia do coronavírus é mais um flagelo da humanidade. Faz-se presente em 186 países, onde já contaminou 830 mil e matou mais de 41 mil pessoas. No Brasil, temos quase 6 mil contaminados, 202 mortos e muita incerteza de como o mal se comportará nas próximas semanas e meses. É esse grande ponto de interrogação que leva ao toque de recolher vigente há dias e à possibilidade de que os danos e sofrimentos causados pelo recesso possam ser maiores do que os do próprio vírus. Impatriótico é o comportamento das autoridades que, em vez de se unirem em busca da melhor solução, partem para o confronto e, miseravelmente, para a priorização de suas diferenças políticas, ideológicas e até dos interesses eleitoreiros. Divididas, as forças da sociedade detentoras do poder, tendem a ser menos eficientes no cumprimento de seus deveres e o mal a se avolumar, em prejuízo de toda a população.

Presidente, governadores, prefeitos, ministros, secretários e todos os detentores de alguma parcela de poder, seja ele público ou privado, têm de chegar a um acordo de salvação nacional. Vencida a pandemia, que voltem às respectivas posições. Mas, enquanto tivermos a incerteza de que  nós próprios ou nossos familiares e amigos poderemos em breve estar mortos pela Covid-19, temos é de buscar prioritariamente salvar a própria vida pois, sem ela, nada mais existirá. Precisamos de alguém com representatividade que seja capaz de construir o grande acordo e levar todos a remarem para um mesmo lado com a certeza de que, divididos, todos perderão.

É preciso dizer ao povo, massa de manobra, que não é hora de fazer concentrações ou manifestações, até porque elas estão proibidas em função da possibilidade de contaminação. E que os panelaços, independente se contra ou a favor do presidente, também são extemporâneos nesse momento em que temos um inimigo comum, silencioso e letal a combater. Guardem suas energias para momentos mais apropriados em que o ambiente esteja mais salubre para se reunirem e manifestar seu descontentamento, satisfação ou qualquer outro sentimento de que estejam possuídos. Agora não é hora!

Panelaço nessa hora é pura rebeldia sem causa, por mais causas e razões que seus praticantes possam invocar. Ele nada produzirá, mas servirá para no todo enfraquecer a República e suas instituições, e tornar mais difícil ainda a solução dos problemas. No momento, o melhor a fazer é torcer e se possível trabalhar para que os governantes se entendam e acertem na estratégia e na medida do combate à tormenta, que tememos estar apenas no começo. Pensem nisso...



Por Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)  - aspomilpm@terra.com.br    

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK