Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As candidaturas femininas e as cotas
 
As candidaturas femininas e as cotas
06/03/2020 as 11:09 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Leio a notícia de que, agora que não haverá mais coligação para as eleições proporcionais – de deputados e vereadores – os partidos estão em busca de mulheres para conseguirem formar os 30% de candidaturas femininas exigidos na regra eleitoral vigente. Esses 30% deverão legitimar os 70% de candidatos masculinos, segundo o raciocínio lógico. Mais uma vez a mulher é usada indevidamente e corre o risco de cair em problemas como o das candidaturas-laranja, registrado nas eleições passadas, quando algumas delas foram candidatas mas não fizeram campanha porque aceitaram a inscrição simplesmente para garantir as candidaturas masculinas do restante da chapa. É algo que precisa de urgente revisão até por uma questão e respeito à figura feminina, que não pode ser usada de maneira tão oportunista.

O ideal seria que tanto homens quanto mulheres tivessem a mesma densidade eleitoral e pudessem concorrer de igual para igual. Mas isso, apesar dos avanços recentes, ainda não ocorre. Dos 513 deputados federais apenas 77 são mulheres, isso porque nas ultimas eleições a vitória feminina cresceu 51%. Durante todo o período do Brasil redemocratizado – de 1986 até a legislatira passada - o número de deputadas federais oscilou entre 29 e 51. Em 1982 elegeram-se apenas oito e, retroativamente, quatro em 1978, uma em 1974 e 70, seis em 1966 e duas em 1962.  Não é através da força das cotas que se vai inserir a mulher na vida política, mas de uma série de atributos que a sociedade tem de agregar à vida delas. Isso já ocorre na educação e no mercado de trabalho e, se a legislação não atrapalhar, pode ainda se estender à política.

Todas as vezes que o governo, parlamentares ou segmentos da sociedade tentaram resolver problemas através de legislações restritivas, acabaram com os burros n’água. A cota de 30% das candidaturas para o sexo feminino não deve ter incentivado muitas eleições, mas gerou as candidatas-laranja que hoje são processadas na Justiça Eleitoral. Vale lembrar que as sucessivas regras criadas para evitar que candidatos ricos gastem seu próprio dinheiro em campanha e com isso prejudiquem os concorrentes pobres, provocaram como efeitos colaterais os mensalões e os escândalos hoje apurados pela Operaçao Lava Jato, pois a criatividade de governantes e políticos estabeleceu o sujo mercado da propina com dinheiro público em troca do voto parlamentar e de recursos para aplicar em campanhas. Hoje temos, com legado, uma norma estapafúrdia de custeio das eleições com dinheiro público.

É preciso acabar com os atalhos e improvisações. Tanto na política quanto na Educação, nos concursos públicos e onde quer que haja competição, a presença das cotas é perniciosa. Não resolve os problemas que determinaram sua criação mas, em contrapartida, pode criar outros ainda mais prejudicais...



Por Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK