Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Para quem escrevemos?
 
Para quem escrevemos?
09/01/2020 as 10:29 h  Autor Giovana F. Leite  Imprimir Imprimir
Toda pessoa que tem interesse ou trabalha no processo criativo da escrita, possivelmente já se pegou perguntando: para quem estou escrevendo? Qual é a finalidade? Será útil para algo? São perguntas cruciais e norteadoras para a construção de qualquer trabalho escrito, principalmente no meio acadêmico.

Considerando que Barreiras já possui um forte polo universitário, tanto de ensino público quanto privado, a quantidade de produções textuais que não são como as demais dentro das normas acadêmicas, de maneira geral, apresenta-se menor que a produção escrita cientifica, não que isso represente algo negativo, mas é algo para se pensar.

São vários fatores que podem corroborar para que isto ocorra, mas parte disso pode ser compreendido devido a produção acadêmica, voltada para a construção de artigos, projetos de pesquisa, monografias, solicitar uma linguagem mais formal, que é práxis do fazer ciência, voltadas regularmente a menção de pesquisadores/as autores/as que são referências dentro daquilo que está sendo estudado. Ou seja, quando a escrita é um pouco mais desprendida, o processo criativo de escrita parece ficar limitado.

Desde o primeiro contato em uma aula acadêmica, que a dita opinião do cientista não deve se basear em favoritismos e principalmente em um senso comum vago, sem observação empírica, verificar a comprovação de algo é essencial, ainda mais nos tempos atuais de tantas divergências quanto a veracidade do que está sendo dito. Por isso, é evidente que exista certa resistência de, por exemplo, artigos de opiniões de universitários/as saírem com menos frequência do que artigos acadêmicos, pois mesmo a opinião, independente, precisa ser segura.

Mas, no tocante a produção, tal situação apresenta-se como desafiadora e que pode trazer resultados significativos se enfrentada. Expor uma opinião pode ser algo dubitável e problemático se não bem embasada. Do contrário, pode auxiliar a construir novos paradigmas e ampliar novos horizontes. Vale ressaltar que, ao manifestar esta, é primordial que não fira nenhum dos preceitos da declaração universal direitos humanos, pois uma opinião pertinente não se utiliza de ferramentas agressivas para convencer o outro, e sim, é convidativa para uma nova perspectiva, um novo olhar.

Então, cabe a nós (de forma geral) e principalmente acadêmicos/as compartilhar mais conhecimentos em outros meios, visando outros grupos, senão, para quem escrevemos? Qual o objetivo senão de tentar alcançar os mais diversos públicos? A opinião pode colaborar nem que seja de forma mínima para uma reflexão, e nisto, afirmar: uma leitura é completa quando alcança o outro, e esse outro consegue compreender e aprender com o que está sendo dito.




Por Giovana F. Leite, psicológa

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK