Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O JESUS DO PORTA DOS FUNDOS NÃO É AQUELE EM QUEM ACREDITO!
 
O JESUS DO PORTA DOS FUNDOS NÃO É AQUELE EM QUEM ACREDITO!
16/12/2019 as 15:59 h  Autor Padre Ezequiel Dal Pozzo  Imprimir Imprimir
Pegaram o nome de Jesus e fizeram uma caricatura a seu modo e a seu nível. Claro, Jesus já não é um patrimônio das religiões. Cada um pode falar e comentar sobre ele. Certo é que Jesus tem uma identidade que vem pela Bíblia, pela teologia e pelas religiões. Essa identidade não corresponde em nada a caricatura que fizeram o Porta dos Fundos. Caricaturas são caricaturas. Lembram o personagem, mas não a verdade do que ele é.

O Especial de Natal porta dos Fundos se beber não ceie, está tão longe de mostrar quem é Jesus, não tem nada de Jesus, nada de Natal e nem de especial. O Jesus, a ceia e a cruz que fizeram só têm bizarrice, caricatura, palavrões e, porque indica uma ligação com o Jesus da Bíblia, tem muito de desrespeito. O jeito de falar é próprio da comunicação rasa e cheia de palavrões do submundo moderno. As mágicas são caricaturas da expressão de amor do Jesus da Bíblia, cujas ações se concentravam somente em fazer o bem. A ação amorosa era o verdadeiro milagre. O amor no Jesus da Bíblia e da fé fazia acontecer coisas maravilhosas.

O Jesus do Porta não tem nada disso. A caricatura o distancia tanto do Jesus da Bíblia que nenhuma expressão o torna digno de proximidade. Esse Jesus não me acrescenta nada, nem na palavra, nem nas atitudes e em nenhuma de suas expressões. O Jesus da Bíblia suscita o desejo de proximidade pela intensidade do amor que manifesta nos gestos e palavras.

Não sei a intenção real desse especial do Portas. Se era audiência, atingiram o objetivo. Se era de criar polêmica, também. Mas a polêmica se cria a partir do questionamento de uma verdade, ou a partir da proposição de uma suposta verdade, que não é o que fizeram. A caricatura feita é tão distante do Jesus da Bíblia que para isso não serve. Se fizeram para desrespeitar a fé, o que dizer? O Jesus do Porta não é o Jesus que acreditamos. Se pensaram só no humor, poderíamos perguntar: que tipo de humor é esse? Que criatividade é essa e que linguagem é essa? Não vi graça no episódio. Talvez, porque via ali um Jesus que nada tem a ver com o Jesus que eu acredito, e inconscientemente buscasse traços do Jesus da Bíblia. A linguagem usada não é universal, mas particularizada, do mundo dos palavrões e da consciência rasa. Se quiseram questionar alguma teologia acerca do Jesus da Bíblia, naquilo que chamam verdade-consequência, não vejo consistência. Como se a verdade daquilo que acreditamos sobre Jesus fosse consequência de invenções sem fundamento como eles tentam sugerir.

O Jesus da Bíblia desperta uma verdade que transforma o mundo no amor. O Porta quer criar uma consequência, isto é, questionar a verdade de nossa crença a partir da bizarrice e da adulteração barata.

De fato, a caricatura é tão grotesca que do Jesus que eu acredito não tem nada. O Jesus da Bíblia tem compaixão, até mesmo, para esse nível de consciência retratado no Portas, mas convoca a evolução da consciência. A vida verdadeira não acontece nesse nível raso do Porta dos Fundos. O Jesus da Bíblia é um apelo a evolução humana e não ao pensamento raso e desrespeitoso.

A polêmica logo disse que haviam retratado Jesus como homossexual, mas o problema é todo o enredo e não isso. Fazem de Jesus, dos discípulos, da ceia e da cruz o que bem entendem, sem critério e sem fundamento. Se tivessem o objetivo de provocar um debate teológico sobre a imagem de Deus que temos, sobre o jeito de interpretarmos o Jesus da Bíblia, sobre algum valor presente em Jesus que foi possivelmente esquecido por nós, aí tudo bem. Mas transformam o conteúdo religioso de valores e fé, a partir do seu jeito de ver e viver a vida, a festa e a religião. Nada de sério e digno de aplausos tem ali nesse especial. Seria uma comédia pra alguém rir? As cabeças e mentes que concebem a vida e a religião assim, talvez possam rir. Fora isso, muitos acharão estranho, alguns ofensivos e outros de muito mau gosto.




Pe. Ezequiel Dal Pozzo


Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK