Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Práticas quaresmais
 
Práticas quaresmais
08/03/2019 as 10:39 h  Autor Padre Marcio Prado  Imprimir Imprimir
Todos os anos a Igreja, principalmente na quaresma, recorda e orienta os fiéis a realizarem as práticas penitenciais – oração, jejum e esmola –, que alimentam, educam e enviam o fiel a uma vida mais unida a Deus.

A prática da oração faz a pessoa se unir mais ao Senhor. A oração é diálogo com o Amado, é a confiança do pobre naquele que é o Rico, é a aproximação daquele pequeno com o Grande, e apesar de tantas diferenças, o homem é acolhido por Deus, pois este o trata como filho, como amigo e o homem deve tratá-lo como Pai e amigo. A oração ainda é relacionamento de alguém com Alguém e, nesse contato, o maior beneficiado é o homem, pois recebe do Alto: consolo, força, esperança e amor. São muitas graças que o homem recebe de Deus, assim como o alimento sustenta o corpo a oração sustenta/alimenta a alma.

Quando o fiel pratica o jejum ele está educando sua mente e seu corpo. Por isso, essa prática quaresmal deve ser vivida nessa perspectiva. O jejum educa os apetites, impõe limites... Já reparou que passamos mal porque exageramos em algo que comemos ou bebemos? O jejum ensina a dominar os desejos da carne, a ter controle sobre si e não se deixar controlar pelas vontades.
 
O jejum educa, forma, já o homem que se deixa dominar pelos alimentos pode acabar vivendo um desequilíbrio em outras áreas (ira, cólera, vaidade, sexualidade). Assim, se ele se deixa educar pelo jejum conseguirá dizer “não” para certas coisas que não convém. Ter um propósito ao jejuar, contar com a graça de Deus e se lembrar sempre do compromisso, ajuda a pessoa a ser fiel. Sem dúvida, será justamente nesse tempo que surgirão alimentos e pecados “deliciosos, bonitos, atraentes e desejáveis”, bons ao paladar, ao ouvido e aos olhos, mas não a alma. Pela graça divina e fugindo da ocasião será possível não ceder à tentação, e melhor ainda, permanecer na graça de Deus.

Na quaresma temos ainda um tempo propício para a missão. O fiel é também enviado a viver a esmola ou a caridade. Deve-se rezar, jejuar, mas também amar. “A fé sem obras é morta” (Tg 2,20), já ensinava o apóstolo Tiago. O tempo quaresmal é um tempo da prática da esmola, de ir ao encontro do necessitado, de dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, dar vestimenta ao nu, visitar os doentes e presos. Viver a prática quaresmal da esmola é já viver o envio do Senhor.
 
Não precisamos ir tão longe para dar de comer, vestir e dar atenção a alguém necessitado. Bem perto, em casa, no trabalho, na rua encontramos alguém em situação difícil. E se quisermos podemos dar um passo a mais: sair, ir lá onde sabemos que há carentes, que há necessitados e pobres. A caridade é iniciativa de Deus e devemos deixar brotar em nós, quem se descobriu amado por Ele vai, vive o “Ide” de Jesus, vive essa prática não como um peso, mas como algo normal. Assim como é normal de quem está vivo respirar, é normal para o cristão viver a caridade.

Por fim, deixemos esse tempo quaresmal nos envolver, tempo de conversão, tempo em que tais práticas vão nos ajudar na união com a Trindade Santa. Trata-se de uma oportunidade que Deus nos concede para que cresçamos na intimidade com Ele. Por isso, nada de futilidades, de perder tempo em falar ou pensar mal dos outros, mas que seja um tempo forte de ascese, de preocupação com o essencial, tempo de amar a Deus e ao próximo.
 


Padre Marcio Prado
, natural de São José dos Campos (SP), é sacerdote da Comunidade Canção Nova e Vice-Reitor do Santuário do Pai das Misericórdias. É autor dos livros “Entender e viver o Ano da Misericórdia” e “Via-sacra do Santuário do Pai das Misericórdias”, pela editora Canção Nova. Twitter: @padremarciocn

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK