Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A perfeita lei da liberdade
 
A perfeita lei da liberdade
13/10/2018 as 10:41 h  Autor Padre Antônio Xavier Bat  Imprimir Imprimir
A Lei Perfeita da Liberdade é a lei interior, não exigida por um preceito, mas pelo próprio coração do homem. Esta é a lei do amor deixada por Nosso Senhor Jesus Cristo. A carta de São Tiago é composta por muitas exortações sobre a fé que, quando acolhida e praticada, produz a santidade, envolvendo aqueles que estão em torno. O texto (Tg 1,19-27) começa com uma tríplice exortação: prontidão no escutar, lentidão no falar e frear a ira.

A prontidão em escutar a palavra se refere ao relacionamento com Deus. Por meio da escuta se conhece a Sua vontade, que pode ser manifestada a qualquer momento. Por isso, exige-se prontidão, disponibilidade interior em escutar, dedicação à palavra para poder conhecê-la bem.

A lentidão, quanto ao falar e ao irar-se, se refere ao trato comunitário, consequência da escuta da palavra. Somos conduzidos a não apenas ouvir, mas realizar a palavra, ou seja, cumprir a justiça de Deus, aquilo que é de Sua vontade.

O falar demais ou muito rápido antes de escutar a voz interior e a ira impedem que façamos aquilo que agrada a Deus, que é justo e santo aos olhos d’Ele e, por isso, impedem a palavra de germinar e produzir frutos no coração.

Esta exortação vem ao encontro de muitas realidades do nosso tempo: as pessoas sentem mais necessidade de falar do que de ouvir e, por isso, mesmo nas famílias, o diálogo fica prejudicado. Parece que ouvir a Deus ou ao outro é sentido como perda de tempo, como se o outro não fosse capaz de acrescentar nada em nossa vida.

A acolhida da palavra é apenas o primeiro passo. Depois é preciso colocá-la em prática (Tg 1,22). Quem apenas escuta passivamente  é comparado a quem contempla o próprio rosto e depois se esquece do que viu porque fez apenas a experiência consigo mesmo, não a sentiu como palavra de Deus.

A simples escuta e aceitação não produzem santidade. É como alguém que gosta de ouvir música instrumental, apenas dedicar-se a ouvir não o torna capaz de retirar aqueles belos sons do instrumento ao tê-lo nas mãos. O amor, à medida que é praticado, vai dando à pessoa a verdadeira capacidade de amar e produzir frutos.

O convite é a debruçar-se sobre a palavra para nela descobrir a Lei Perfeita da Liberdade e, praticando-a, ser bem-aventurado em tudo que faz. Um imperativo que surge em nosso coração e inspira nossa forma de agir.

Por ser aquilo de mais espontâneo no ser humano, o amor não pode ser entendido como uma regra à qual alguém possa ser submetido. É um dom de Deus que provoca o homem porque reside em seu coração e em sua consciência, expressão da Sua vontade presente no Evangelho. Observar essa lei torna o homem livre do pecado, simbolizado pela ira, e do exagerado apego a si mesmo, simbolizado pelo falar apressadamente.

A Lei Perfeita da Liberdade, capaz de gerar a verdadeira felicidade, é o amor de Deus implantado no coração do homem. Porque onde está o Espírito do Senhor aí está a liberdade (2Cor 3,17) e aos poucos vamos sendo transfigurados naquele que contemplamos (2Cor 3,18). Tudo parte do ouvir com docilidade acolhendo a palavra, seguido pelo praticar.

O perfeito cumprimento da vontade de Deus se dá no exercício das obras de misericórdia que a palavra nos inspira a realizar. Tudo é feito com liberdade para não ser cumprimento de regra, já que é o amor de Deus que nos impele (2Cor 2,15). Assim, nosso coração vai se tornando manso e humilde, semelhante ao Sagrado Coração de Jesus (Mt 11,29).



Padre Antônio Xavier Batista
é membro da Comunidade Canção Nova e Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O sacerdote é Mestre em Ciências Bíblicas e Arqueologia.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK