Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As eleições e as necessidades nacionais
 
As eleições e as necessidades nacionais
21/09/2018 as 10:50 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Ao mesmo tempo em que se vê a polarização da campanha presidencial - entre Jair Bolsonaro, que luta para manter a dianteira apurada nas pesquisas, e o lulopetismo tentando sobreviver através de Fernando Haddad - prestamos pouca atenção às eleições de governador,  senador e até de deputado, onde também são travadas grandes batalhas. Os pretendentes ao governo estadual trocam farpas e fazem promessas muito parecidas com as de quatro anos atrás que, logicamente, não foram cumpridas. E os concorrentes a deputado (federal e estadual) percorrem o Estado prometendo emendas parlamentares e obras públicas pelas quais, segundo dizem, se eleitos ou reeleitos, lutarão junto aos governos.

Um olhar geral sobre a campanha conduz à invariável conclusão de que a conta não fecha. Na área federal pouco se fala sobre medidas econômicas para evitar a crise (até porque isso não dá votos), na estadual os pretendentes prometem obras mesmo sabendo que os orçamentos são curtos. E os candidatos ao parlamento tentam atrair prefeitos e vereadores – a esta altura transformados em cabos eleitorais de luxo – com a promessa de emendas ao orçamento da União e do Estado que dêem algum dinheiro para os municípios e possam favorecê-los nas eleições municipais, que ocorrem daqui a dois anos. Não saímos do círculo vicioso, onde os políticos aliam-se para se eternizarem no poder e ninguém se preocupa com o povo, que deveria ser o objetivo primeiro do processo.

A insustentabilidade econômica brasileira é histórica. Nosso desenvolvimento público foi custeado com a emissão de moeda (e inflação) ou com o aumento da dívida pública, que obriga ao pagamento de juros custeados por inflação ou por alta de impostos. Os governos democráticos dos últimos 30 anos só aumentaram o buraco e, para se sustentar, recorreram ao loteamento do poder e mais recentemente à compra de apoio parlamentar que resultou na corrupção e nos crimes apurados pela Lava Jato. A irresponsabilidade foi tanta que chegamos a ter os gastos públicos a redor de 45% do PIB, o que levou o presidente Michel Temer a, assim que assumiu, tomar o remédio amargo de estabelecer o teto de gastos e experimentar a impopularidade.

Passada a eleição, independente de quem vença, teremos de partir para reformas profundas ou o país poderá entrar em colapso. A máquina pública terá de ser enxugada e, em vez de agir mediante encomenda, os congressistas terão de atuar como fiscais daqueles que os elegeram e não de si próprios ou de seus esquemas eleitoreiros. É preciso rever o sistema de desonerações e renúncias fiscais e recompor o poder financeiro de estados e municípios, hoje de chapéu na mão diante da União, que arrecada a parte do leão dos tributos e não consegue nem prestar os serviços que a Constituição garante como direito líquido e certo da população. O país precisa de novo rumo político-econômico e os políticos têm de reaprender suas funções na vida pública, pois o que praticam hoje é a mais perfeita representação do caminho para o caos...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br        

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK