Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A volta da campanha no corpo-a-corpo
 
A volta da campanha no corpo-a-corpo
24/08/2018 as 17:33 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Verifica-se, nas últimas semanas, o ressurgimento das recepções em aeroportos, concentrações e caminhadas, onde o candidato é literalmente carregado nos braços dos seus apoiadores  e encerra a festa com um discurso. Com essa estratégia, Jair Bolsonaro, o líder das pesquisas entre os candidatos viáveis à presidência da República, está enfrentando o já conhecido pequeno tempo que terá no horário eleitoral gratuito de rádio e televisão, com início previsto para a próxima sexta-feira, dia 31. Os eventos são gravados e divulgados nas redes sociais que, por seu próprio desenvolvimento e popularização, terão, nestas eleições, peso maior do que nas anteriores. A grande interrogação está no nível de influência que os diferentes modais de campanha – rádio e TV, internet e o corpo-a-corpo - terão junto ao eleitorado de 2018.

No período democrático de 1946 a 64, os comícios e concentrações constituíram vigoroso instrumento para o convencimento do eleitor. Minimizados durante o regime militar – onde presidente da República, governadores e prefeitos de capitais e municípios estratégicos não eram eleitos diretamente pelo povo – esses eventos foram perdendo sua força. Tiveram destaque na época das “diretas Já” e nas manifestações populares que precederam ao impeachment  tanto de Fernando Collor quanto de Dilma Rousseff. Mas não chegaram a empolgar nas eleições, onde até agora o rádio e a TV são tidos como os principais instrumentos, apesar das restrições e limitações. A internet chegou e hoje disputa o espaço com rádio e TV. As eleições desse ano vão nos demonstrar até que ponto a rede e seus recursos poderão ajudar e interferir na decisão do eleitor.

Bolsonaro revive os grandes movimentos de massa em busca do voto e, pelo menos no primeiro instante, colhe frutos disso. Esse fenômeno, de certa forma já utilizado pelo Partido dos Trabalhadores antes dos problemas que levaram ao afastamento de Dilma e à prisão de Lula, hoje se mostra forte e como alternativa real. Com certeza, os pilotos de campanha dos demais candidatos já estudam o fenômeno e têm pressa para dele tentar obter alguma vantagem aos seus partidos ou coligações. Mesmo que um comício ou concentração não atraia o grosso do eleitorado da localidade onde se realiza, a sua divulgação pelas redes sociais e aplicativos de internet o faz chegar à maioria da população. Segundo levantamento da Fundação Getúlio Vargas, o Brasil possui, atualmente, mais de 306 milhões de equipamentos portáveis ativos, entre smartphones, notebooks e tablets. Todos eles, mais os computadores fixos, são habilitados a receberem a campanha veiculada na internet. Difícil saber até que ponto influenciarão nos resultados...
 


Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK