Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A carne mais barata do mercado é a carne negra
 
A carne mais barata do mercado é a carne negra
22/06/2018 as 16:15 h  Autor Newton de Oliveira   Imprimir Imprimir
Os números apresentados pelo Atlas da Violência de 2018 mostram a agudização nas tendências do perfil de assassinatos cometidos no Brasil: a vítima é de cor negra,pobre, jovem e e do sexo masculino. Isso vem corroborar as séries estatísticas acerca do genocídio negro provocado pelas políticas de segurança públicas equivocadas, que fazem com que o combate a criminalidade se transforme em uma guerra aos pobres e esses pobres são homens jovens negros.

O perfil dos vitimizados reflete a histórica desigualdade social brasileira. E o aumento dos números tem como fator incrementador a crise brasileira que não só estancou o processo débil mas positivo de ascensão social e inclusão que vinha ocorrendo no Brasil, como ao contrário, ao longo dos últimos dois anos ocorreu e ocorre uma regressão nas políticas públicas de combate à pobreza e os negros são os mais afetados por comporem a maioria dos pobres.

De outro lado a herança belicista de comando da segurança pública tem como exemplo a intervenção federal militar no Rio de Janeiro. Seu insucesso absoluto e relativo com o aumento dos índices de criminalidade, de letalidade da ação policial e relativo com a incapacidade de elucidação do assassinato da vereadora Marielle e seu Motorista Anderson, são o exemplo cabal dessa opção fracassada.

Por sua vez a clivagem racial faz com que os números de mortes de brancos sejam comparáveis ao dos países desenvolvidos e o dos negros esteja no patamar dos países mais violentos do planeta.

Além dos fatores elencados não se deve desconsiderar os "demônios" libertos pela crise brasileira que, a partir dos protestos de 2013 culminaram com a deposição da presidente da república, e trouxeram à tona no país vozes do rancor e preconceito que afetadas pelas transformações promovidas pela ascensão social, clamaram pelo retorno a antiga ordem em que os negros e pobres "sabiam o seu lugar".

Esse discurso encontrou eco nas estruturas das instituições policiais e não se deve desconsiderar essa dimensão sociológica desses números. Eles corroboram os versos cantados por Elza Soares: "a carne mais barata do Mercado é a carne negra"

Newton de Oliveira é professor de Direito do Mackenzie Rio e ex-subsecretário geral de segurança do RJ.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK