Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A experiência do primeiro amor na adolescência
 
A experiência do primeiro amor na adolescência
18/06/2018 as 14:31 h  Autor Elaine Ribeiro  Imprimir Imprimir
A adolescência: é um período de transição para a fase adulta, com uma série de desdobramentos e fatos típicos e particulares desta época da vida. São mudanças biológicas, psicológicas e sociais, um turbilhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo. É assim que essa construção da identidade e vai se estruturando e se expressando na vida do adolescente.

Certamente, você já viveu ou conhece alguém que tenha feito essa experiência do primeiro amor nessa fase da vida. Ah, o primeiro amor! Aquele que vem e abala as estruturas do adolescente. Há aquele que fique ouvindo música romântica e cheia de histórias; que escreva declarações por horas a fio; e faça de tudo para ver o outro feliz.

Os sentimentos desse primeiro amor se mostram de formas diferentes: por vezes, um amor idealizado e platônico pelo professor ou professora; por uma pessoa mais velha; uma pessoa para a qual nunca se declare e seja um amor silencioso.

Mas, muitas vezes, o mesmo amor que pode trazer motivação e despertar o jovem para a prática de esportes, gerar um melhor desempenho escolar, mais positividade, pode também trazer confusões extremas, sentimentos de posse e ciúme, falhas na autoestima e até mesmo situações de risco a esse jovem.

A presença dos pais se faz muito importante, pois será o suporte para identificar possíveis problemas e, especialmente, o suporte para que esse jovem fale sobre o que sente e vive. Isolamento social, agressividade, afastamento dos pais, perda de interesse pelas atividades que fazia, mentiras, são alguns sinais de atenção.

Ao mesmo tempo, uma relação na adolescência pode ser fonte de descoberta, de parceria, de muito aprendizado para ambas partes. Por isso, as escolhas são importantes. Mais do que estar com alguém para não ficar sozinho, o importante é estar de verdade numa relação que vai além de estar junto, mas que  seja feliz e complementar. Não aquela história das metades que se completam, mas de duas partes inteiras (mesmo sendo jovens em formação) que juntos se compreendem, sejam parceiros, amigos e tenham uma relação saudável.

As percepções do jovem quanto aos modelos de relacionamento vistos dentro da família também se tornam uma referência quando o assunto é assumir um compromisso com outra pessoa. Desta forma, suas referências em relação a afeto e estima podem melhorar ou prejudicar o seu relacionamento.

Pais! Não tenham dúvidas de como é importante a abertura e disponibilidade para conversar sobre esse assunto com seu filho, sua filha, pois é nesse espaço de segurança, amor e receptividade que ele ou ela conseguirá depositar suas angústias e desconfortos, suas alegrias e descobertas, nessa jornada tão bela que é a vida.



Elaine Ribeiro
é psicóloga clínica e organizacional da Fundação João Paulo II / Canção Nova.
Instagram: elaineribeiro_psicologa

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK