Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Marielle, que sua morte não seja em vão
 
Marielle, que sua morte não seja em vão
16/03/2018 as 14:46 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Aqueles que esperavam o primeiro cadáver importante dentro da crise política e de segurança vivida pelo país, já o têm. Até mais de um pois, além da vereadora do Rio de Janeiro - que ao lado do mandato possuía militância em áreas altamente sensíveis da sociedade -  ainda há o do seu motorista, este igual a tantos outros trabalhadores mortos no dia-a-dia brasileiro, mas hoje diferenciado dos demais por ter perecido na mesma emboscada que vitimou a parlamentar. Marielle Franco é, sem dúvida, vítima dos males que há muito tempo acometem o país – desagregação social, corrupção, impunidade, demagogia e legislação leniente – e da sua corajosa opção de desfraldar a bandeira e enfrentar tudo isso de peito aberto. É prematuro dizer sobre a autoria, mas as autoridades de segurança têm o dever de identificar os matadores e envolvidos para entregá-los à Justiça, sejam eles criminosos comuns, pistoleiros a serviço do mundo político, membros de facções, milicianos ou até mesmo policiais.

Enquanto a família evita especular sobre autoria, oportunistas de todos os matizes se movimentam produzindo manifestações e hipóteses quando deveriam, sensatamente, apenas exigir que as autoridades cumpram sua obrigação. Independente de quem tenha praticado essa atrocidade, existem problemas que, se não tiveram relação direta com o crime, são determinantes do quadro geral em que ocorreu. Todos os que de alguma forma se mobilizaram no episódio precisam agora ter a consciência de que não basta participar de passeatas, discursos e acusações de corpo presente e depois de alguns dias esquecer tudo, como já presenciamos nos casos de outros cadáveres produzidos por problemas políticos, sociais e estruturais em diferentes épocas da vida nacional.

O momento é de dor. Politizar o acontecimento e, principalmente, dele tirar dividendos eleitorais, é atitude canalha. Independente de sua atuação política, crenças e ações, Marielle era uma brasileira útil, ativa e destemida.  Seu sangue, infelizmente derramado, não pode servir de combustível eleitoral e nem irrigar grupos desagregadores da sociedade. Por respeito, seu sacrifício só pode e deve servir de alavanca para o combate às desigualdades sociais, à desídia e incompetência da autoridade constituída e até de ferramenta à reforma da Constituição que, com seu texto de direitos sem deveres correspondentes, ensejou o lançamento ladeira abaixo do país e da sociedade.

Será um desperdício se os corpos de Marielle e do seu motorista se transformarem em bandeiras políticas ou eleitoreiras. O justo será a sociedade manter-se mobilizada para que a morte de ambos, não seja em vão e ,em vez de eleger ou favorecer partidos ou instituições, sirva para exigir medidas concretas que evitem o massacre de milhares de brasileiros (a maioria anônimos) que o crime e as iniquidades sociais assassinam diariamente em todos os quadrantes do território nacional.
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK