Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Carnaval no ritmo da Corrupsamba!
 
Carnaval no ritmo da Corrupsamba!
14/02/2018 as 16:45 h  Autor Pastor Luiz Sayão  Imprimir Imprimir
A corrupção é um dos piores flagelos da sociedade contemporânea. No Brasil tornou-se um mal terrível. O uso indevido dos recursos públicos e a ineficácia da justiça são facetas da triste realidade. A preservação da corrupção está muito relacionada com a poderosa indústria de alienação. No Brasil, um dos seus principais mecanismos de continuidade é o Carnaval. É o ritmo da Corrupsamba! A ideia popular é esquecer a vida e cair na “gandaia e na folia”. Enquanto todos os desmandos são praticados, o povo “se diverte”. Apesar de sua face tupiniquim, o problema da corrupção não atinge apenas os países emergentes e subdesenvolvidos. Na verdade, poucos países do mundo são exemplos de honestidade e transparência. Na última pesquisa (2016), a lista dos doze primeiros lugares trazia: Nova Zelândia, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Suíça, Noruega, Cingapura, Holanda, Canadá, Alemanha, Luxemburgo, e Reino Unido. Onze países são europeus (cultura cristã), quatro são escandinavos, nove são de tradição protestante! Lamentavelmente o Brasil amargava a posição 79, para a tristeza nacional!
 
A corrupção é praga mundial! Está em toda parte. Todavia, nossa história, principalmente nas últimas décadas, tem sido difícil. O Brasil e a vasta maioria da América Latina, ou a “América Católica” de Caetano Veloso, têm sofrido com uma corrupção grotesca. A percepção geral é a do salmista: "Os ímpios andam altivos por toda parte, quando a corrupção é exaltada entre os ho-mens." (Salmo 12.8).
 
A situação tornou-se sobremodo alarmante no cenário brasileiro nos últimos anos. O panorama ético da política nacional recente é vergonhoso. Em muitas áreas do país a violência e o caos da segurança pública prevalecem. Parece que o Brasil e o mundo tendem a tornar-se refém do tráfico de armas e de drogas. Diante desse caos, o nosso sentimento é semelhante ao descrito em outro salmo: “Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo?” (Salmo 11.3)
 
A decadência de uma sociedade passa pelo desrespeito de valores fundamentais. Quando os representantes da democracia, da fé e da sociedade não cumprem mais os seus papéis, o que restará? A vitória da corrupção só é possível quando política, mídia e religião tornam-se cúmplices do mal.
 
Talvez seja por isso que vemos que a corrupção aparece ao lado de outros índices terríveis da realidade brasileira: liberdade de imprensa e democracia. Para variar, os países escandinavos, de tradição protestante luterana, lideram os dois índices. Já o Brasil tem posição 103 no item liberdade de imprensa. Estamos atrás de Burkina Faso e do Benin! No ranking de liberdade democrática, nosso lugar é 51. Parece ironia! É a falta de justiça em todos os seus desdobramentos.
 
Em meio a tal cenário, muito dinheiro público vai continuar financiando a alienação perversa do Carnaval. Já não é mais uma festa folclórica e cultural em sua maioria. Caos, baderna, promiscuidade, bebedeira, mortes nas estradas. A triste fuga da realidade é de chorar. Que esperar de uma nação que passa uma semana bebendo e fazendo orgia? O mais terrível é que “o Show da Corrupsamba” é aplaudido por políticos, por grande parte da mídia sem conteúdo e até por religiosos!
 
Como lidar com tal desvario? Como posicionar-se politicamente com bom senso? Em primeiro lugar, as falsas esperanças do “messianismo político” e da “esquerda marxista antiga” são modelos absurdos e ultrapassados falidos na raiz. Nunca deram certo! Devem ser esquecidas. Infelizmente, em vez de olharmos modelos bem-sucedidos de democracia e de sociedade, de inspiração protestante, buscamos referências que nada podem prometer. Em segundo lugar, não podemos nos iludir com nenhum sistema político. Vale aqui mencionar o escritor cristão francês Jacques Ellul. Sua proposta curiosa é a “anarquia cristã”. A ideia de Ellul não é anárquica no sentido comum; ele sugere que não se pode confiar jamais em sistema político nenhum; ao contrário. Um cristão deve sempre protestar contra o mal, sendo “sal da terra”, pois ninguém pode se vender para nenhum sistema! Em terceiro lugar, é preciso enfatizar que a questão ética começa de fato no âmbito da individualidade: “Quem é fiel no pouco, é fiel no muito” (Lc 19.17). Chega de vitimização. Todos nós somos responsáveis. A sociedade se tornará menos corrupta quando seus membros forem honestos. Um político desonesto é apenas um cidadão que “chegou lá”. Finalmente, a esperança permanente é que a justiça divina triunfará. Todos os corruptos serão pegos! Será o fim do Carnaval! E da “Corrupsamba”!
 
Voltando aos Salmos, devemos ter esperança, pois "Um pouco de tempo, e os ímpios não mais existirão; por mais que você os procure, não serão encontrados." (Salmo 37.10).
 
E: "Pois o Senhor aprova o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios leva à destruição!" (Salmos 1.6).
 



Luiz Sayão
é pastor, teólogo e hebraísta da Igreja Batista Nações Unidas (São Paulo-SP)

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK