Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As estatais e o Estado à espera de reforma
 
As estatais e o Estado à espera de reforma
18/01/2018 as 16:48 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
O presidente Michel Temer afastou quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, investigados por irregularidades apuradas pela Operação Greenfield, do Ministério Público Federal. O Conselho da instituição se prepara para assumir a tarefa de nomear e demitir esses dirigentes, ficando ao governo apenas a prerrogativa de designar o presidente do banco. Os atuais vice-presidentes são frutos de nomeações políticas que já desembarcaram em escândalos. O ex-ministro Geddel Vieira Lima – que foi descoberto com a mala dos R$ 51 milhões e hoje está preso – foi vice-presidente da Caixa e ali deixou problemas.

Além de Geddel e dos quatro afastados agora da Caixa, temos apurados na instituição os esquemas dos ex-deputados Hrnqieu Eduardo Alves e Eduardo Cunha e, em destaque, a problemática do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Ademir Bendine, hoje preso na Lava Jato, acusado de exigir propinas, embora o negue. Isso demonstra a inconveniência do governo atuar como empresário da área econômica. Movimentando bancos e empresas com  grande numerário, o quadro estatal torna-se presa fácil dos políticos que ali nomeiam seus apadrinhados ou a si próprios e, muitos, não resistem à tentação da corrupção. Isso sem falar que a administração estatal costuma ser perdulária e ineficiente, gerando prejuízos ao Tesouro.

O estado empresário só teve razão de existir na fase de implantação da infraestrutura (siderúrgicas, hidrelétricas, comunicações, estradas, etc), quando não haviam investidores da iniciativa privada com condições técnicas ou financeiras para implantar e operar as obras que sustentavam o desenvolvimento. Mas esse tempo já passou e muito daqueles serviços já estão privatizados, com bons resultados operacionais. O ideal seria privatizar tudo e reforçar a atividade normativa e fiscalizadora do governo. O único banco que o governo deve possuir é o Banco Central, para controlar o mercado financeiro. Os ministérios deveriam ser órgãos licenceadores e fiscalizadores em vez de ter em seu bojo empresas que na maioria das vezes dão prejuízos e ainda ensejam a corrupção. E os político, por sua vez, deveriam ter como meio de vida apenas os seus subsídios; não o loteamento das empresas e órgãos do governo.

Não fôssemos o paraíso das estatais, jamais teriam ocorrido o Mensalão e os atos de corrupção em apuração pela Lava Jato e operações similares. Com certeza, também não haveria uma classe política com a imagem tão emporcalhada como atualmente. Mais do que as reformas da previdência, tributária e eleitoral, precisamos da reforma geral do Estado. Até porque temos na iniciativa privada todos os elementos para fazer a economia funcionar de forma competente e produtiva, sem a verminose do empreguismo que inviabiliza as estatais. O ideal é que aos governos sejam reservadas e fortalecidas as atividades oficiais e normativas. Ao Legislativo a discussão e votação das leis e fiscalização independente dos atos Executivo, e ao Judiciário a tarefa resolver as contendas.
 


Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK