Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > R$ 52,4 milhões de propinas da Odebrecht não são o bastante para Serra ser preso
 
R$ 52,4 milhões de propinas da Odebrecht não são o bastante para Serra ser preso
09/01/2018 as 09:38 h  Autor Genaldo de Melo  Imprimir Imprimir
Deveras que agora tem muita gente preocupada ligada ao PMDB e aos partidos que participaram da farsa do golpe de Estado que culminou com a saída da presidente Dilma Rousseff, que tinha sido eleita democraticamente nas urnas, com o que ainda pode acontecer com a Lava Jato. Mas mesmo assim, essa preocupação ainda continua em segundo plano, porque pelo visto por mais que se denuncie a parcialidade da Operação coordenada a partir de Curitiba, parece que ela somente tem uma finalidade, assassinar a reputação política de Lula e de membros da esquerda brasileira.

Todos os focos da famosa Operação dos procuradores do Paraná é com a possibilidade de se construir uma prova viável que demonstre ao povo brasileiro que Lula é um criminoso. Mas todas as denúncias, delações e provas concretas contra políticos ligados principalmente ao PSDB, não surte nenhum efeito para Sérgio Moro, para o homem com nome de remédio e para outros “artistas” do judiciário político do Paraná.

Por isso que mesmo que se continue com a cantilena eterna de que Lula não presta para governar o país, porque é “dono” de um apartamento em Guarujá, que já foi comprovado que pertence a Caixa Econômica Federal, o povo já enxerga a farsa e a cada nova pesquisa eleitoral que se faz aumenta ainda mais seu capital político, enquanto os balões de ensaios feitos pelos partidos da direita e pela própria Rede Globo de Televisão não atingem nunca os dois tão sonhados dígitos.

A mais nova denúncia contra o senador José Serra, se fosse com Lula ou com algum petista ou mesmo com um membro de algum partido político da esquerda que foi aliado dos governos Lula e Dilma, já tinha virado um escândalo tão grande, que seria motivo de notícias da imprensa tradicional vinte e quatro horas por dia, em todos os programas televisivos (inclusive esportivos), e capas de todos os jornalões e revistas de fofocas políticas do país. Mas não é, pois foi denúncia contra um membro do PSDB querido de todos os membros dos grupos políticos que não se elegem no Brasil através da força das urnas há muito tempo.

A denúncia contra o senador tucano é coisa séria demais para que a Operação Lava Jato insista em não dá a mínima atenção, para que seja inclusive considerada séria no processo de combate à corrupção aos olhos da população que já tirou os óculos marrom do rosto. O senador José Serra é um dos maiores corruptos desse país, segundo a denúncia formulada pelo ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis, pois ele categórica e vergonhosamente recebeu propinas da empresa na última década que ultrapassam os R$ 52,4 milhões. E nada da famosa Operação Lava Jato e nem de seu coordenador “artista” da Globo de dá o mínimo de atenção, porque o problema da corrupção no país para esses entes de espetáculos televisivos é o ex-presidente Lula, e nãos os "sagrados" tucanos.

Como então levar à sério um povo desse que diz em Curitiba que faz justiça, e parece mais com artistas de novelas da Rede Globo, se Lula tem que ser preso sem provas com apenas convicções, e Serra, Aécio, e outros bichos papudos com tantas denúncias, delações e provas, ficam livres para fazer o que quiserem com a sociedade brasileira?




Por Genaldo de Melo
genaldo40.blogspot.com
 

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK