Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O primeiro escrito do Cristianismo
 
O primeiro escrito do Cristianismo
08/09/2017 as 17:18 h  Autor Osvaldo Luiz Silva  Imprimir Imprimir
Desde 1971, a igreja no Brasil dedica o mês de setembro à Bíblia, para aprofundar a reflexão da Palavra de Deus a partir de um tema ou de um livro. Este mês foi escolhido por conta da memória de São Jerônimo (dia 30), grande divulgador da Bíblia e seu tradutor para o latim (Vulgata).

O tema escolhido para 2017 – “Para que n’Ele nossos povos tenham vida” – foi inspirado no título do Documento de Aparecida e o lema na Carta aos Tessalonicenses: “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida” (1Ts 2,8).

Datada do ano 50 ou 51, a Carta aos Tessalonicenses é o primeiro escrito do Cristianismo, anterior até mesmo aos Atos dos Apóstolos e aos evangelhos. Ela também é de vanguarda ao utilizar pela primeira vez a palavra “evangelho” para se referir aos fatos relacionados a Jesus. Antes, a palavra era utilizada para se referir a um presente ofertado a quem dava uma boa notícia ou a boa-nova de uma vitória militar.

Nesta primeira carta, já temos, com destaque, as chamadas virtudes teologais: fé, caridade e esperança, com ligações muito concretas: às obras, aos sacrifícios e à firmeza (1Ts 1,3). A compreensão sobre a Santíssima Trindade já é perceptível, sendo o nome de Deus citado 33 vezes, mesma quantidade de citação a Jesus. O Espírito Santo tem quatro alusões.

Em Tessalonicenses, predomina a linguagem da tribulação e o estilo apocalíptico, falando da segunda vinda de Cristo (parusia).

Paulo chega a Tessalônica com Silvano (Silas), vindos de Filipos, onde tinham sido duramente açoitados – sem roupa e em público – e presos com os pés amarrados num tronco. Soltos, os missionários descem para a cidade litorânea dos tessalonicenses, uma grande cidade grega com um movimentado porto comercial.

Não é possível precisar o tempo que Paulo passa na cidade, mas nesse tempo, para não ser um peso nessa comunidade tão pobre, o apóstolo faz questão de viver de seu ofício: fabricante de tendas.

Essa atitude causa uma forte empatia e entrosamento com a comunidade e a consequente perseguição dos que estavam à frente da cidade, que seguindo a mentalidade greco-romana, viam no trabalho braçal algo indigno, próprio de escravos. O desejo dominante era pelo ócio, a negação ao trabalho. Outro aspecto importante da cultura local, em forte conflito com a iniciante pregação cristã, era o desprezo para com o casamento, porque viviam a sexualidade desregrada, com prostituição e abusos.

Os missionários passaram a incomodar tanto que foram entregues ao Senado da cidade, acusados de levar à população transtornos já vistos em outras localidades e de serem revolucionários, ao anunciar Jesus como rei em contraposição a César. A perseguição foi tão séria que tiveram que fugir à noite para a cidade de Beréia, e depois para Atenas.

No primeiro escrito do Novo Testamento, há um clima de liberdade e confiança, com muita sinceridade e transparência, espontaneidade e afeto: “Imaginai uma mãe acalentando os seus filhinhos, assim a nossa afeição por vós” (1Ts 2,7-8). A palavra irmãos é empregada 19 vezes e a riqueza de temas é grande. Começa com a grande ação de graças e o apelo à perseverança e, num segundo momento, o chamado à santidade, à vivência no amor e à vigilância.



Osvaldo Luiz Silva é jornalista, autor dos livros “Ternura de Deus” e “A vida é caminhar”, pela Editora Canção Nova, editor da Revista Canção Nova.e Presidente da Academia Cachoeirense de Letras e Artes (ACLA), em Cachoeira Paulista (SP).

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK