Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Um setembro de muita expectativa
 
Um setembro de muita expectativa
08/09/2017 as 15:10 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Desde 1822, o Brasil tem o mês de setembro como grande divisor de épocas. Há 195 anos deixamos a condição de colônia, ganhando vida autônoma. Muitas coisas vieram a acontecer no nono mês do ano, como a nossa entrada na 2ª Guerra Mundial, o começo da televisão no país, acontecimentos esportivos e até a abertura, na Câmara, do processo de impeachment do presidente Fernando Collor, em 1992. O setembro que ora vivemos mostra-se tão ou mais vigoroso que os anteriores. O depoimento do ex-ministro Antonio Palocci (PT) é bombástico e a prisão do ex-ministro Geddel Viera de Lima (PMDB) o transforma no moderno homem-bomba, pois deverá revelar quem são os donos dos R$ 51 milhões encontrados em seu apartamento. Isso sem falar dos rumos que poderão tomar as delações de Joesley Batista e seus auxiliares, que passaram o feriado depondo na Procuradoria Geral da República.

O despacho do ministro Edson Fachin, pela abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer por ação de favorecimento à empresa que opera no porto de Santos é outro petardo de setembro e, dependendo do seu encaminhamento, poderá deflagrar nova temporada de compra de votos na Câmara dos Deputados, para evitar a autorização legislativa à instauração do processo. E, de quebra, ainda poderão vir novas denúncias de Janot contra o governante.

Há, ainda, a expectativa do depoimento do ex-presidente Lula, marcado para a próxima quarta-feira, dia 13, perante o juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Depois da fala de Palocci, o réu deverá sofrer novos questionamentos sobre coisas que tem negado enfaticamente, como ser dono do sítio em Atibaia e as compras do apartamento vizinho ao seu e do terreno para o Instituto Lula. As denúncias vão se afunilando.

Tudo isso revela o Brasil politicamente incorreto em que temos vivido e a necessidade da reforma urgente de paradigmas. Não podem os políticos continuar gastando mais em campanha do que aquilo que vão ganhar durante o mandato inteiro. Os que fazem declarações, especialmente à justiça e sob o compromisso de dizer a verdade, têm o dever de revelar os fatos por inteiro, sob pena de pagarem caro pelo erro. Não podem os que, por razão de ofício, têm conhecimento dos processos, vazar informações nele contidas. Não podem os políticos, sob qualquer pretexto, terem seus mandatos sustentados por propina, achaques ou qualquer outra ilicitude pois, assim sendo, dia mais, dia menos, o país entra em crise como a que hoje vivenciamos.

Setembro de 2017 no Brasil. Ninguém, em perfeito juízo, é capaz de prever como terminará. Oxalá, acabe de forma melhor para o povo e para o futuro desse nosso gigante tão maltratado...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br  
 

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK