Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A HISTÓRIA É A PROVA DOS NOVE PARA OS ANÕES POLÍTICOS
 
A HISTÓRIA É A PROVA DOS NOVE PARA OS ANÕES POLÍTICOS
11/07/2017 as 09:10 h  Autor Genaldo de Melo  Imprimir Imprimir
Há muito tempo que o povo brasileiro decidiu a partir da observação de todos os processos obscuros e estranhos desse governo atual, de que não aceita ser governado por forças políticas sem votos e sem projeto nenhum, tanto administrativo quanto de poder propriamente dito, conforme resultados de todas as pesquisas de todos os institutos. O povo sabe muito bem que governos golpistas não têm absolutamente nenhum compromisso com o próprio povo, senão apenas com quem financia os próprios golpes políticos.
 
Se o discurso de que aprovar em regime de urgência uma emenda constitucional que permita eleição direta para escolher um presidente que possa ser uma ponte segura até 2018 é um golpe do povo contra a democracia como afirmam os próprios golpistas, o que significam então as mudanças constitucionais de regras trabalhistas e previdenciárias senão golpes baixos contra o próprio povo? Mudar a Constituição contra o povo pode, mas mudar a Constituição para estabelecer a democracia não pode, porque segundo a narrativa de quem não tem voto o próprio povo está querendo cometer um golpe contra ele mesmo.
 
Não adianta substituir um golpista por outro golpista, porque ele vai ser naturalmente, segundo todos os prognósticos, tão ou mais impopular que o atual senhor dos anéis do Palácio do Planalto. O povo concebe a narrativa mais lógica possível dentro de uma democracia, ou seja, governar sem o voto popular significa que sempre o governo não vai está absolutamente representando povo, mas vai representar naturalmente os interesses mais escusos de quem não está absolutamente preocupado com o próprio voto popular, prerrogativa das democracias.
 
Substituir um anão político por outro anão político mais ainda para implementar regras constitucionais que prejudicam tanto a população brasileira como o próprio Estado brasileiro não vai resolver os problemas políticos por qual passa o país, do contrário vai aumentar a barbárie social e política. Anões políticos são sempre pessoas que pensam pequenos e acreditam que viverão para sempre nos palácios usurpados de quem tem o respeito das próprias urnas.
 
Se Michel Temer (PMDB) teve da última vez em que foi candidato a alguma coisa nesse país apenas cerca de 90 mil votos, o novo queridinho da Rede Globo e do mercado interessado em reformas contra o povo, Rodrigo Maia (DEM), teve apenas 53 mil votos, e portanto não lhe dá nenhum direito de ser Presidente da República no lugar de quem teve 54 milhões de votos. O nível de resistência à raciocínio dessa turma de políticos anões é tão grande que eles não estão medindo a exata noção do que está historicamente acontecendo.
 
Com a iminente queda de Michel Temer e em ponto de tomar posse o deputado federal de poucos votos, Rodrigo Maia, e não ouvir o povo da necessidade urgente de se fazer eleições diretas nesse país, significa que entraremos literalmente em trevas políticas, porque ninguém, absolutamente ninguém, vai se tornar governo popular para tocar reformas desastrosas. E pelo andar da carruagem, e a continuar a cantilena golpista, mais da metade dos atuais ocupantes do Congresso Nacional não volta mais ao poder, e de forma extraordinária a esquerda voltará o poder para governar para todos, e não apenas para 1% da população brasileira.
 
Ao não se convocar o Congresso Nacional para promover eleições diretas urgente nesse país, para restabelecer a democracia plena, a narrativa das forças políticas de oposição atinge o objetivo do “Fora Temer”, e começa outra cantilena do “Fora Maia!”. E a própria história sempre foi cruel com quem quer governar que acha que suas próprias opiniões autoritárias podem substituir as vozes das ruas. A história é prova dos nove, como dizia o homem de Florença!




Por Genaldo de Melo
Fonte: genaldo40.blogspot.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK