Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O arsenal dos fóruns e os criminosos
 
O arsenal dos fóruns e os criminosos
20/06/2017 as 09:58 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
O assalto ao fórum de Diadema (SP), de onde bandidos levaram, na noite do último sábado, 391 armas (revólveres, pistolas, submetralhadoras e até um fuzil), repete crimes já ocorridos em todo o país. O Poder Judiciário armazena na sua sede as armas apreendidas nos processos e estas acabam caindo nas mãos das quadrilhas que, cada dia mais ousadas, subjugam os vigilantes da repartição, arrombam as instalações e levam tudo. É uma prática de muitos anos, que começou pelos prédios das comarcas interioranas, então sem vigilância e, na escalada da violência, hoje envolve a região metropolitana onde, pelo menos em tese, a segurança é mais presente.

Desde o desarmamento da população – que desarmou o cidadão de bem e foi incompetente ao não retirar as armas das mãos dos bandidos – as armas depositadas no fórum ganharam importância na pauta do crime. E, mesmo com tantas ocorrências registradas em toda parte, não se encontrou a fórmula eficiente de guarda desse material que, por isso, acaba caindo nas mãos dos criminosos e utilizados para assaltos e outros ilícitos.

Só no estado de São Paulo existem mais de 300 comarcas. Isso equivale a dizer que há pelo menos 300 locais onde pode haver armas depositadas e enchendo os olhos dos bandidos locais e regionais. Na menor oportunidade, as peças acabam subtraídas. Seria interessante a montagem de um ponto seguro para o depósito desses artefatos por um tempo determinado até a sua destruição ao final dos processos correspondentes. Na vara onde tramitam os feitos, deveriam permanecer apenas fotografias e outros elementos periciais, inservíveis para a prática de crimes, mas identificadores do delito atribuído ao réu.

Foi-se o tempo em que Fórum, Prefeitura e até repartições policiais eram respeitados. Lembro-me de uma figura do tempo de menino, inimaginável para os dias de hoje. Na cidade interiorana, onde meu pai era policial e levou a família para morar, havia uma empresa que vendia armas e munições para caça e outras finalidades legais e possuía parte de suas instalações na divisa da área urbana com a rural e, na fachada, o prédio ostentava a inscrição “Depósito de Explosivos da Casa Sampaio”. O guardar armas no fórum é coisa daquele tempo, e precisa mudar...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK