Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Orgasmo feminino: como saber se você já chegou lá?
 
Orgasmo feminino: como saber se você já chegou lá?
09/12/2016 as 11:46 h  Autor Tatiana Leit  Imprimir Imprimir
Ver estrelas, subir pelas paredes, revirar os olhos de prazer. É difícil encontrar uma mulher que não deseje essas sensações em seu relacionamento. Contudo, por mais que seja muito buscado, o orgasmo ainda é visto como um grande tabu e a experiência quase extracorpórea descrita em filmes e revistas faz com que muitas mulheres se questionem se de fato já conseguiram chegar lá ou não. Mas, afinal, como saber?

Muitas vezes, nos sentimos culpadas por não atingir o tão esperado orgasmo. Porém, isso pode acontecer por diferentes motivos, principalmente por se tratar de um assunto que causa tantas dúvidas e é rodeado por inúmeros mitos e tabus. Geralmente, essas falsas crenças relacionadas a sexo, sexualidade, masturbação e orgasmo são cultivadas por pessoas que tiveram uma educação mais rígida, Em tempos quando ainda não se conversava abertamente sobre esses temas. É comum, por exemplo, ouvirmos relatos de mulheres que se sentem bloqueadas e ansiosas durante a relação, por terem vergonha ou até mesmo receio sobre o que o parceiro pode pensar sobre suas fantasias e desejos sexuais e, por isso, preferem fingir que chegaram ao orgasmo, quando na verdade não sentiram.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Projeto de Sexualidade da USP (ProSex), aproximadamente 50% das brasileiras possuem dificuldade para atingir o clímax na relação sexual, por motivos como vergonha, receio e até por falta de conhecimento do próprio corpo. Em outros casos, o que atrapalha é a preocupação em fazer com que o parceiro sinta prazer e consiga atingir o auge na relação sexual, fazendo com abdiquem da sua própria satisfação para impressioná-lo ou por medo de perdê-lo.

Nesse momento, podemos identificar outro problema comum nas relações amorosas que é a preocupação excessiva com a performance. A ansiedade focada no desempenho ou no objetivo final de atingir o orgasmo pode fazer com que deixamos de nos entregar as sensações do encontro sexual. Essa atitude pode levar a um distanciamento cada vez maior do prazer de ter um orgasmo, causando consequências negativas para sua autoestima e comprometendo sua relação a dois.

Agora, vamos ao que interessa! Para atingir o orgasmo nós mulheres precisamos de uma quantidade de sangue na região pélvica, bem maior que os homens precisam para a ereção. Por esse motivo, levamos mais tempo para estarmos excitadas e com a vagina lubrificada nos preparando para a penetração. Para que você consiga chegar lá é importante estabelecer uma boa comunicação sexual, converse com seu parceiro, descubra com ele o que te traz mais satisfação, o orgasmo costuma acontecer quando você se entrega, se envolve na hora do sexo. Para isso, é necessário sintonia, cumplicidade e muita intimidade sexual. Explore as zonas erógenas, perceba o toque, a respiração, os sons, o cheiro e o ambiente. Assim, quando você menos esperar o orgasmo virá!

Vale lembrar que preliminares, caricias, palavras românticas e eróticas e o estimulo a outras partes do corpo, como coxas e costas, antes de chegar no clitóris, são fundamentais para a excitação e o prazer na hora do sexo.

Uma coisa é certa quando você chegar lá, você saberá! Não terá duvidas e sentirá uma sensação de completude. Afinal, o que buscamos nos encontros sexuais é a entrega de ambos com respeito e muito prazer.




Tatiana Leit
e é terapeuta de casal e família com especialização em Sexualidade Humana.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK