Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A síndrome do vice
 
A síndrome do vice
31/08/2016 as 11:41 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
O vice é um golpista, usurpador do poder! Estamos cansados de ouvir isso nos últimos meses, especialmente depois que a presidente Dilma foi afastada e o vice Michel Temer assumiu o governo. Isso já foi dito, em menor intensidade, em 1992, quando o vice Itamar Franco assumiu. A reação, naquela época, foi menor porque o então presidente Fernando Collor praticamente não tinha partido, base parlamentar e nem apoio popular e, por isso mesmo, o processo de impeachment foi mais rápido. Mas, reservadas as proporções e salvo casos especialíssimos, a relação entre o chefe do Executivo e seu vice é algo delicado e, na maioria das vezes, termina mal, principalmente quando o titular sofre algum revés.

Durante o período democrático 1946-64, o vice (presidente, governador e prefeito) era eleito separadamente. Era comum elegerem-se chefes do Executivo de um partido e seu vice de outro, inclusive adversários políticos. O exemplo mais marcante foi de João Goulart, que com campanha própria, elegeu-se vice de Juscelino e de Jânio e a este sucedeu em sua renúncia. Logo depois de assumirem, os governos militares instituíram a eleição indireta para presidente e governador e mantiveram diretas apenas as de prefeito, acoplando o vice-prefeito na mesma chapa. A partir de então, o vice não precisou mais pedir voto para si, mas para o cabeça de chapa. Quando voltaram as diretas para governador e presidente da República, o sistema foi mantido também para aqueles níveis.

Muitos de nós já assistimos profundas crises entre prefeitos e governadores e seus vices. Mesmo tendo o vice a obrigação constitucional de substituir o titular em seus impedimentos, ele é normalmente acusado de ter conspirado pela desgraça do cabeça de chapa. Outra briga comum se dá pela tentativa de interferência do vice nos assuntos do governo ou, ainda, pelo seu interesse de se fazer sucessor. Tudo isso tem acontecido em estados e municípios onde o titular do governo é afastado. E agora está se repetindo nacionalmente quando a afastada é a presidente da República filiada a um partido que, apesar dos problemas, luta para se manter em pé. Ao vice, no caso Michel Temer, além das ofensas que vem recebendo, resta a tarefa de reparar os enganos cometidos por aquela de quem um dia aceitou ser vice. A tese da conspiração, golpe e outras coisas do gênero, não passa de uma impatriótica protelação contra um país que tem pressa...




Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br                                                                                              

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK