Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Como ajustar as preferências eróticas no relacionamento a dois?
 
Como ajustar as preferências eróticas no relacionamento a dois?
01/07/2016 as 15:41 h  Autor Tatiana Leite  Imprimir Imprimir
Muitos casais chegam a diversos impasses para manter a vida sexual. Cada um tem suas preferências, causando muito conflito e discussões. Em seguida, vem a culpa. Por que eu não tenho mais vontade de transar? Eu não desejo mais meu parceiro (a), mas ainda o amo. Desfechos negativos e soluções extremas de afastamento, como a abdicação do sexo no casamento, acabam desencadeando crises longas.

Na clínica terapêutica, escutamos dos pacientes diversos conflitos nos relacionamentos, como gostar ou não de preliminares, diferenças entre frequência sexual desejada, duração do ato, gostar ou não de sexo anal, oral, ménage, aceitar ousar em posições ou lugares. São tantas as particularidades na hora do sexo que muitos casais acabam por se frustrar ou minar a relação a dois.

Em relação as preferências sexuais, é importante o casal ter em mente a construção de um espaço para negociação. É preciso entender que as duas vontades devem ser ouvidas. É necessário compreender as resistências e as necessidades do outro.
 
A primeira sugestão é que os casais tenham em mente que preferências e necessidades sexuais podem variar conforme a fase que o parceiro (a) está. Interferências externas, como problemas no trabalho, doença, filhos e outros, podem impactar significativamente o pique sexual.

É muito comum escutar das pessoas que tinham que trabalhar, cuidar dos filhos, pagar contas e não tinham tempo para conversar e ficar juntos. Quando viram, o desejo tinha diminuído e o sexo espontâneo foi ficando cada vez mais difícil.

Além dos ajustes das preferências eróticas, é preciso levar em consideração as diferenças de gênero. Normalmente, homens são mais visuais e o desejo pode ser despertado simplesmente pelo estímulo visual. Já a mulher é mais sensitiva, precisando se sentir desejada para ficar estimulada ao sexo.

Antes de qualquer coisa, é importante perguntar-se qual o motivo de suas resistências. Cada pessoa tem seu próprio esquema erótico, que pode ou não se complementar com o parceiro. É preciso entender, mapear e ajustar o que te dá prazer e, em seguida, alinhar suas preferências às do seu parceiro. Fazendo esse exercício será possível se entender e entender melhor o seu parceiro. Juntos, será muito mais fácil chegarem a um ponto de equilíbrio, que satisfaça os desejos dos dois.





Tatiana Leite
é terapeuta de casal e família com especialização em Sexualidade Humana.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK