Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > No país das crises, o falso milagre da automedicação
 
No país das crises, o falso milagre da automedicação
21/06/2016 as 17:02 h  Autor Américo Tângari J  Imprimir Imprimir
O monitor que mede a pulsação cardíaca do Brasil não registra nem um minuto de sossego em sua história recente – de crise em crise, ele se assemelha a uma montanha russa intermitente, de tanto sobe e desce na economia, na política e, em especial, em questões morais e éticas.

Os batimentos vão a mil e o País respira mal com esse dia-a-dia recheado de notícias surpreendentes, como se o barco estivesse à deriva e sem bote salva-vidas. Cai governo, assume governo, mas a oscilação continua. Em alguns casos, reaviva a esperança.

E como fica a saúde do brasileiro navegando neste mar revolto? Se no Brasil até o passado incerto, como disse certa vez o ex-ministro Pedro Malan, o que esperar do presente e, principalmente, do futuro? Tudo isso produz muita ansiedade no povo, que espera ver apenas uma luz nessa escuridão.

O fato é que a ansiedade em excesso não traz nenhum benefício à saúde. Deve-se controlá-la, com muito sangue frio e o acompanhamento de um médico, caso as batidas do coração acelerem mais do que o normal diante dos perigos.

O cidadão deve estar sempre bem preparado para atravessar as tormentas, desde que use as ferramentas corretas, como manter consultas e exames médicos em dia. Em caso de alerta, não corra para a automedicação e muito menos procure milagres alternativos, como as simpatias e similares. Isso pode lhe causar um grande estrago em vez da cura.

O número de pessoas que se automedicam ou que não seguem o tratamento prescrito pelo médico tem aumentado a cada dia em virtude da pressa ou da angústia de querer alcançar resultados rápidos.

A ansiedade abre um enorme espaço para o folclore da saúde, a medicação alternativa, as simpatias, os chás, as dietas milagrosas e até as cápsulas com promessa de efeitos extraordinários - produtos, como se sabe, que não possuem base científica ou chancela da medicina convencional.

De todos os lados surgem dicas ou receitas caseiras para curar inflamação, dor de estômago, dor de ouvido, artrite, olho de peixe, celulite, câimbra. Há solução para tudo na medicina da vida, baseada em crendices populares que passam de geração a geração: chá de hortelã para acalmar, o de boldo para se livrar da indigestão, lenço com álcool no pescoço para amenizar a dor de garganta etc.

Muitas pessoas acreditam que, por serem naturais, as plantas medicinais e outras formas de cura não provocam efeitos colaterais. É um engano.

Os chás, por exemplo, são feitos com plantas com princípios ativos e substâncias específicas. As infusões, apesar de seus inúmeros benefícios, devem ser consumidas de maneira cautelosa. Algumas mais que outras.

Dependendo de suas características, podem não ser recomendados para determinadas pessoas. Alguns tipos de chá contêm muita cafeína e podem causar insônia, taquicardia e estimular arritmias cardíacas – efeitos perigosos para gestante e indivíduos com problemas de hipertensão e doenças circulatórias ou do coração em geral.

O mesmo vale para outras orientações de cunho naturista como dietas, alimentos naturais e crenças em determinados produtos da moda, do tipo linhaça, quinoa, berinjela. Se a maioria deles não possui eficácia comprovada pela medicina, não podemos afirmar se, de fato, fazem bem. Bom ter cautela.

O que prevalece sobre tudo isso é uma vida regrada e ancorada em princípios que não agridam o corpo nem o espírito. Para quem registra uma história de problemas de saúde efetivamente comprovados, a recomendação é não fugir da medicina oficial e evitar os aconselhamentos alternativos.

É evidente que nem tudo o que é prescrito obterá resultados esperados ou adequados. O melhor conselho é procurar os caminhos mais indicados e benéficos para o paciente, a partir da análise de sua história e de seu modo de vida.

Quer o leitor um conselho simples? Procure um médico de confiança para esclarecer todas as dúvidas. Afinal, o coração tem inimigos mortais, como o colesterol alto, o sedentarismo e o tabagismo.

Os dados são aterradores: de 11% a 20% da população adulta com mais de 20 anos sofrem de hipertensão arterial, problema presente entre 40% a 60% nas pessoas que desenvolvem um infarto do miocárdio.

E os grandes vilões são estresse e ansiedade, fatores que prejudicam o sono e a alimentação, aumentando a adrenalina. Daí vem a hipertensão, carga a mais para sobrecarregar o coração.

De todo modo, importante ficar atento aos sintomas que se manifestam em quase todas as doenças do coração ou que podem indicar algum tipo de comprometimento cardíaco:

• Falta de ar, seja no repouso ou no esforço;
• dor no peito, em virtude de má circulação sanguínea no local;
• cansaço fácil;
• desmaio após atividade física intensa;
• dor de cabeça;
• inchaço nos tornozelos.

Ao primeiro sinal de anormalidade, procure um médico e submeta-se aos exames. Vale a pena viver sempre de forma saudável, em vez de sobressaltos e de crises intermináveis como o nosso País.
 




Américo Tângari Jr
. é médico cardiologista do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK