Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Voto feminino e idosos
 
Voto feminino e idosos
26/02/2016 as 15:55 h  Autor João Baptista Herkenhof  Imprimir Imprimir
Na semana em que este artigo está sendo publicado, duas datas merecem reverência: 24 de fevereiro, Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil; 27 de fevereiro, Dia Nacional do Idoso.

Somente a Constituição Federal de 1946 veio a consagrar, expressamente, a absoluta igualdade de homens e mulheres, em matéria de direitos eleitorais.

A Constituição Brasileira de 1891, bem interpretada, já assegurava às mulheres o direito de votar, pois não estabelecia embaraços ao exercício do voto feminino. Entretanto, a interpretação correta só foi alcançada graças ao mandado de segurança impetrado por Mietta Santiago, uma jovem de 20 anos que não se conformou com a barreira imposta a seu direito de votar. Graças a sua atitude, essa admirável mulher foi homenageada por Carlos Drummond de Andrade:

Mietta Santiago.

loura poeta bacharel

Conquista, por sentença de Juiz, direito de votar e ser votada para vereador, deputado, senador, e até Presidente da República.

Mulher votando?

Mulher, quem sabe, Chefe da Nação?


Poetas têm mesmo a capacidade de profetizar. Drummond previu mulher na Presidência da República. Aí está Dilma Roussef.

Ainda há muitos aprimoramentos a realizar no processo eleitoral. Mas, como diz o provérbio, Roma não se fez em um dia.

Quanto aos idosos, o calendário é pródigo na lembrança que lhes é devida. Em 27 de setembro temos o Dia Internacional do Idoso. E a primeiro de outubro, o Dia Internacional de Pessoas da Melhor Idade.

Quando se tem boa saúde e segurança, a Terceira Idade é mesmo a melhor. Poder olhar para trás e contemplar a vida. Testemunhar, na própria pele, a sucessão das gerações. Abençoar os netos que são os filhos multiplicados.

Para Alceu de Amoroso Lima a velhice começava aos 65 anos. Não era uma idade de descida, decrepitude, mas uma idade de ascensão, colheita de frutos, aperfeiçoamento, sublimação, vôo. Alceu experimentou a velhice que desenhou em “As Idades do Homem”. Coerente até o fim. Lúcido. Corajoso. Intrépido mesmo. Nos seus artigos e palestras enfrentou, de peito aberto, a ditadura instaurada no Brasil em 1964.

A viuvez, que poderia ter sido dolorosa e triste, ele soube sublimar. Lia toda manhã uma das cartas de sua mulher. Somente uma. Nunca mais de uma. Era a fruta saborosa daquele dia.

A título de glosa diz-se, como vantagem de ser idoso: ter a certeza de que os investimentos em plano de saúde finalmente começam a valer a pena.

Impõe-se que haja, no Brasil, uma “Política da Terceira Idade”, ou seja, um conjunto de medidas que tenham como fim proporcionar saúde, bem-estar, alegria e segurança aos idosos.
 
João Baptista Herkenhoff, 79 anos, Juiz de Direito aposentado, escritor, professor, um dos fundadores e primeiro presidente (1976) da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Vitória.
E-mail: jbpherkenhoff@gmail.com / Site: www.palestrantededireito.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK