Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Velhas bandeiras
 
Velhas bandeiras
28/12/2015 as 16:40 h  Autor rita de cássia ponde da  Imprimir Imprimir
2016 é ano de eleições...

2015, em pequena retrospectiva, enumerarei três fatos só dos últimos três meses que considero surpreendentes e arrebatadores: o feminismo, o racismo e a ecologia.

Romântica, creio na disposição de se viver um Amor para sempre como nos “velhos contos de fadas”; como animal, mesmo racional, quero ser cobiçada e cortejada pelo outro como as “antigas donzelas”; como individuo consciente decido se irei ou não reproduzir e o que faço pela minha saúde física, mental e espiritual como as “posteriores modernas”; como pessoa cidadã escolho minhas ocupações, voto e ações pontuadas nas minhas habilidades, convicções e ensinamentos morais e busco ainda, integrá-las a alguma utilidade para com todos como as “emancipadas de outrora”...  Não deixo minhas roupas curtas ou longas, decotadas etc. serem ditadas pela MODA, eu as uso exclusivamente em favor de minha performance astral no “tradicional jargão” do que tou a fim de vestir!!!

Tento no bardo desta NOVA multidão me identificar com alguma voz, que talvez seja a da igualdade salarial, e o espaço no mercado que já conquistamos (inter); oportunidades (inter) mesmo sendo a parte da população mais instruída e com melhor desempenho profissional (inter); aborto (inter) ainda existe essa pratica anticonceptiva depois das camisinhas grátis e educação sexual nas escolas (inter); proteção (inter) e a Lei Maria da Penha que garante não sermos confundida com o colega do baba e sofrer contapés (inter).

Hoje, carrego meus próprios embrulhos no mercado.

Então o que dizer da marcha feminista (interrogação). Uma cartasse de outubro rosa (inter).

Ergo neste tempo a bandeira do Saudosismo... Em favor da esquecida gentileza para com todos e de todos.

Em minha infância tive fundamentalmente (primário e primeiro grau) a experiência de me  pintar de índio todo 19 de abril e assim,  reconhecer-me na nossa gente. Em casa aprendi também a  honrar meus antepassados europeus e africanos.

Hoje me pinto de palhaço no Happy Kid’s *.

Deste globalizado mundo NOVO mais que tecnologia ou materiais, consumimos e compartilhamos de seu protótipo de diversidade e comunhão: um povo sem preconceito de cor, raça, crença, opção sexual, com direito a opinião e liberdade democrática. 

Estou a 46 anos acreditando nesta “velha versão” de sermos um Brasil hospitaleiro e feliz e me sentia respaldada pelo carnaval e pelas comunidades virtuais!!! Como novembro azul ficou marcado pela luta contra o racismo (inter).

Ergo neste tempo a bandeira do Saudosismo... Em favor do esquecido respeito para com todo e de todos.

Há setembro plowers... Primavera e esperança!!!

Renovação das plantas, mudança de estação... A expectativa com a conferência em Paris sobre meio ambiente que viria ** com outra ou mais uma formula mágica para salvarmos o planeta, e o desespero seguinte do desastre em Minas***.

Bandeiras multi erguidas, pois foram vários os países que se mostraram  interessados na sobrevivência da Terra, anunciou-se a ação mais urgente e  eficaz: plantar arvores.

Tirem todos do baú a “velha bandeira verde” e venham celebrar a Vida!!!

Reaprendamos e pratiquemos as costumeiras e básicas lições de sermos seres humanos, de seres sociais, de seres viventes, de seres civilizados! 

Erguemos a bandeira do Compromisso com nosso Melhor para deixar tudo melhor!!!

2016 é ano político, espero fincar definitivamente uma bandeira branca de PAZ, afinal Segurança publica eh prioridade e obrigação garantida ‘a todos... Temos já 100% das residências com muros de contenção, algumas com cercas elétricas, guardas etc. e em pleno dezembro de BOAS FESTAS, mais de 50% do comercio funciona de portas trancadas com placas de toque a campainha...

Avante! Ainda temos muitas bandeiras a sustentar.

* bloco carnavalesco infantil, desta cidade
**30.11.15
***Samanco




rita de cássia ponde da luz e lima
. Empresária da área de entretenimento infantil bloco happy kids; empreendedora filantrópica lobo e barreirense de coração.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK