Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO
 
ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO
06/07/2015 as 18:04 h  Autor Josefa Silania Pinheiro de Far  Imprimir Imprimir
O comportamento das pessoas nas organizações precisa ser considerado em todas as suas dimensões: biológica, psicológica e social. Considera-se que, quando uma pessoa tem um problema de saúde, isso pode afetar sua condição psicológica ou social, ou, quando uma pessoa tem um problema psicológico, pode ser afetada fisicamente, desenvolvendo alguma doença ou algo parecido.
 
Um tema que vem ganhando bastante relevância nas discussões sobre comportamento humano e que pode exemplificar bastante essa dinâmica é o assédio moral; uma prática que se caracteriza por atitudes violentas e sem ética no ambiente de trabalho, praticada por um ou mais chefes (e até colegas) contra seus subordinados. A violência moral ocasiona desordens emocionais, atinge a dignidade e identidade da pessoa, altera valores, causa danos psíquicos (mentais), interfere negativamente na saúde, na qualidade de vida e pode até levar à morte. Trata-se de risco invisível, porém concreto, nas relações de trabalho, e que compromete a saúde dos trabalhadores.

A prática do assédio moral acontece sem muitas explicações; a vítima é escolhida e, de alguma forma, é isolada do grupo. Passa a ser ignorada, ridicularizada e desacreditada no seu local de trabalho. O medo do desemprego e a ideia da humilhação tornam as vítimas coniventes com a conduta do assediador – e este, que tem por objetivo desmotivar ou simplesmente humilhar para sentir-se superior a outras pessoas, faz isso por prazer. Alguns chefes criam situações de humilhação para fazer que os subordinados peçam demissão.
 
Os estudos mostram que mulheres e homens reagem de maneira diferente. Quando vítimas de assédio, as mulheres são humilhadas e expressam sua indignação com choro, tristeza, ressentimentos e mágoas; já os homens sentem-se revoltados, indignados, desonrados, com raiva, traídos e têm vontade de se vingar de alguma forma. Seja qual for a vontade, a vítima deve, quando assediada, resistir, anotar as humilhações, como e quando ocorreram (de que forma, as datas, entre outros detalhes), e assim pedir ajuda de colegas ou fazer a própria denúncia munida de suas provas. Atualmente, a Justiça do Trabalho tem recebido mais processos envolvendo o assédio moral; as próprias organizações têm criado políticas internas que permitam que situações constrangedoras sejam denunciadas. No setor público, reforçam-se princípios gerais da Constituição Federal, do Código Civil Brasileiro e da própria Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) sobre dignidade e direitos do trabalhador. No setor privado, algumas empresas têm criado seus códigos de conduta, que, de certa maneira, podem dar algum respaldo ao trabalhador.

O assédio moral no trabalho é mais comum do que se pensa, no entanto os trabalhadores, em geral, tanto do setor público como do setor privado, por medo de perder seu emprego, que pode ser o único sustento da família, ou por sofrer algum tipo de ameaça, omitem tal situação, deixando assim o responsável sem punição. Não é um assunto que só envolve duas ou mais pessoas; envolve toda uma sociedade que se preocupe com dignidade, respeito e valores morais, pois o assédio transforma a vida de quem sofre com ele e de pessoas próximas da vítima, prejudicando assim seu desempenho e sua vida profissional e emocional. Existem casos registrados, mas, para que responsáveis paguem pelo crime, é preciso que mais vítimas denunciem. Fazer uma pessoa passar por constrangimentos e humilhações é crime – e precisa ser denunciado.

Josefa Silania Pinheiro de Farias: Acadêmica do curso de Administração Pública da UFAL – Campus Arapiraca/AL. E-mail: silania-pinheiro@hotmail.com

Andréa Yumi Sugishita Kanikadan: Graduado e Mestre em Administração, Doutora em Ecologia Aplicada. Professor do curso de Administração Pública da UFAL – Campus de Arapiraca/AL. E-mail: akanikadan@gmail.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK