Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Salada fria e tempo quente
 
Salada fria e tempo quente
17/04/2015 as 15:17 h  Autor Luiz Carlos Bhering Nasser  Imprimir Imprimir
Está quente. Quando o ponteiro indica nove horas da manhã uma nuvem esparsa de poeira flutua sobre um extenso campo de hortaliças. O ar está sequíssimo e as temperaturas chegam perto de 40 graus. Estamos na cidade de El Centro, na Califórnia, perto da fronteira com o México. Dr. Beiquan Mou, geneticista do Departamento de Agricultura dos EUA, estampa um sorriso porque suas alfaces roxas estão reagindo bem a essas condições.
 
A alface é uma planta delicada e precisa ser paparicada e protegida em temperaturas amenas. Acima dessa temperatura ela sofre e a taxa de perda e desperdício é alta. A perspectiva de aumentos de temperaturas provocada pelo aquecimento global é uma péssima notícia para a sua salada e para um mercado que não para de crescer. O vale de Salinas, no norte da Califórnia, abastece 60% do mercado de alfaces nos EUA. A região se beneficia de correntes de ventos frescos que vêm do Pacífico.  No futuro é possível que essa região se pareça com El Centro, onde o clima é quente seco e árido. Essa mesma transição ameaça outras regiões. Se os prejuízos para o mercado de alface podem chegar a cinco bilhões de dólares/ano, segundo estimativas, as cifras para outros produtos agrícolas são inestimáveis. É por isso que hoje há pesquisas em ambientes de clima extremo, como forma de se preparar para um futuro incerto.
 
O trabalho do Dr. Mou é um exemplo do tipo de trabalho que precisa ser desenvolvido para o futuro. Desde 2010 ele lidera uma pesquisa para encontrar as alfaces mais resistentes ao calor. Graças a um financiamento público, ele já testou mais de 3.500 variedades de alface e espinafre em uma câmara quente de laboratório, expondo-as a temperaturas altíssimas e registrando os resultados. O objetivo é identificar as variedades mais resistentes e isolar os genes que favorecem sua sobrevivência.
 
No futuro não muito distante os vencedores dessa verdadeira luta chegarão ao prato do consumidor. As alfaces do futuro terão o mesmo sabor, mas graças a pesquisas como as do Dr. Mou, elas terão vindo de desertos e vários outros ambientes.
 
Mas o caminho não é fácil. Muitas das plantas do campo do experimento de alface acabam parecendo mutantes que em nada se assemelham às variedades que encontramos em supermercados.  Algumas crescem quase meio metro, na tentativa de florescer rapidamente, em reação às condições extremas em que a planta sobreviverá por pouco tempo. Outras ficam com o gosto muito amargo. Isto porque o sabor de uma variedade pode ser afetado pelas condições climáticas. O aquecimento global determinará no futuro a composição da salada.  Desenvolver uma super-alface resistente exige tempo e dinheiro. O futuro será quente.

Por Luiz Carlos Bhering Nasser, Membro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Agrônomo; Pós-Doutor em Biologia Ambiental e Professor Coordenador do Curso de Pós-Graduação de Análise Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do UniCEUB.
 

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK