Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Teremos uma recessão branda ou longa?
 
Teremos uma recessão branda ou longa?
13/03/2015 as 17:58 h  Autor Lucas Lautert Dezordi,  Imprimir Imprimir
A desconfiança em relação ao futuro da economia brasileira está cada vez mais estampada em nossa sociedade. Infelizmente, observamos com mais frequência empresários reduzindo seus investimentos, consumidores revendo seus gastos e governos adotando medidas impopulares, de aumento de impostos e reduções de despesas. São apenas alguns sinais de forte desaquecimento da atividade produtiva. O setor industrial, no ano passado, registrou uma queda na produção física e precisamos entender se essa a atual recessão poderá afetar mais setores da economia. Caso isso ocorra, teremos uma recessão mais prolongada, impactando negativamente o nível de emprego, por um período considerável. Fazer essa análise, não é tão simples. Os fatores são complexos e difíceis de serem previstos com exatidão. Relembremos da recessão de 2008/09 nos EUA. Pouquíssimos economistas conseguiram prevê-la. Contudo, podemos traçar uma linha lógica do atual processo inflacionário e analisar com consistência qual será o caminho mais provável de nossa economia. Mesmo que seja o caminho mais doloroso.

Gostaria de chamar a atenção que, entre os anos de 2010 a 2014, a inflação anual rodou entre 6 a 6,5%. Não ultrapassou o limite superior, pelo fato do governo ter segurado os reajustes de energia e gasolina, por exemplo. E, mesmo segurando os preços artificialmente, os custos de produção subiram e a competitividade externa das empresas domésticas foi reduzida. Para se ter uma ideia, o superávit da balança comercial passou de U$20 bilhões em 2010 para um déficit na ordem de US$3,9 bilhões, em 2014.

Como consequência natural, de preços mais elevados e desequilíbrios externos, nossa economia passou a registrar uma taxa de câmbio mais elevada. Muito provavelmente teremos que conviver com um câmbio acima de R$3,00 por um longo período de tempo. E, quanto maior o preço do dólar, maior será a inflação dos bens comercializáveis. Na verdade, há uma relação direta entre os principais produtos que fazem parte da pauta da balança comercial e a taxa de câmbio. É por isso que estamos pagando mais caro os alimentos e os produtos importados.

Nossa linha de raciocínio está quase finalizada. Temos o diagnóstico de pressão da inflação de bens monitorados - energia e gasolina vão continuar subindo - e dos bens comercializáveis. Ambos continuarão subindo acima de 7% para os próximos dois anos. Um problema enorme para a Autoridade Monetária.

Neste contexto, o Banco Central (BC) está em uma situação desconfortável: terá que combater fortemente a inflação de serviços. O fato é que os aumentos na taxa de juros deverão ser o suficiente para reduzir o ritmo de expansão do mercado doméstico e os níveis de emprego e renda, variáveis sensíveis à dinâmica da inflação do terceiro setor Infelizmente, o ajunte vai ser pesado e tudo indica que a atual recessão irá se prologar para atividades do comércio e serviços, ocasionando aumento na taxa de desemprego da força de trabalho.

Sabemos que o cenário atual é de greves e de grandes insatisfações populares e tudo indica que poderemos ter, nos próximos anos, um período de maior conflito social. A deterioração rápida do mercado de trabalho é muito preocupante e danoso para o tecido social brasileiro. Lamentamos o fato de a economia brasileira ter chegado nessa encruzilhada tão perversa.

Lucas Lautert Dezordi, é doutor em Economia e coordenador do curso de Ciências Econômicas da Universidade Positivo.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK