Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Um tapinha não dói?
 
Um tapinha não dói?
07/07/2014 as 13:16 h  Autor Rosiene Rodrigues dos Santos  Imprimir Imprimir
Atualmente, se tornou rotineiro vermos na mídia casos de menores que foram espancados e torturados pelos responsáveis familiares. Pesquisas mostram que em 40% dos casos o agressor era o pai da criança. No intuito de inibir qualquer tipo de violência – desde mais leves como agressão física, beliscões, puxões de orelha, até as mais graves, envolvendo homicídio –, foi aprovado o projeto de lei do governo federal que proíbe as famosas “palmadinhas”, que até hoje tem dividido opiniões e causado polêmica.

Sim, as pessoas devem ser a favor de qualquer tipo de lei que seja contra a violência doméstica cometida contra crianças, porque todo espancamento começa com umas palmadinhas, assim como um alcoólatra começa com um gole. Dificilmente, os pais limitam-se a uns tapinhas. Normalmente, quem dá palmada não dá apenas uma, mas sim duas, três, quanto, cinco... O problema não é uma “palmadinha”. O problema é quando ela se torna a única forma de comunicação entre pais e filhos. A palmada não é a melhor e nem a única forma de se educar um filho. A criança aprende pelo exemplo e quando um adulto bate está contribuindo com a violência. Os pais devem impor limites, sim, aos seus filhos, mas através de conversas e, quando necessário, um tom de voz mais severo.

Essa é uma das prerrogativas da “Lei da Palmada", que passou a vigorar no Brasil a partir de 27 de junho de 2014. A intenção é punir pais e responsáveis que corrijam seus filhos através da violência. A lei foi criada partindo do princípio de que esse ato é uma forma de agressão podendo causar danos psicológicos e físicos irreparáveis às crianças. O que se espera é que os pais que ainda não sejam a favor da lei respeitem e cumpram, pois esta não tem de maneira alguma o objetivo de diminuir o papel deles na vida de seus filhos e sim de contribuir na formação de melhores cidadãos.

Cada vez mais é comum vermos nos noticiários crianças sendo brutamente agredidas pelas pessoas que mais deveriam amá-las e protegê-las. Nos últimos anos, acompanhamos dois casos que tiveram uma ampla repercussão na imprensa nacional: a menina Isabeli Nardoni e o menor Joaquim. Ambos foram assassinados de forma violenta pelos genitores. Casos como esses fazem a opinião pública cobrar leis mais severas dos seus representantes. E foi isso que o governo fez.

Portanto, a aprovação da “Lei da Palmada”, como ficou conhecida, representa um passo muito importante na tentativa de diminuir a violência doméstica contra as crianças, pois quem sofre agressões, como aquelas citadas por Graciliano Ramos em sua obra “Vidas Secas”, sofrem caladas e carregam consigo sentimentos de medo, ódio e dor. Que os pais continuem a cumprir o seu papel de heróis dos seus filhos, e não que se transformem em vilões da história.

Rosiene Rodrigues dos Santos. Acadêmica do curso de Administração Pública da UFAL - Campus de Arapiraca/AL. E-mail: johannaelley@hotmail.com

Fabiano Santana dos Santos. Administrador e Professor da UFAL – Campus de Arapiraca/AL. E-mail: fsantana@arapiraca.ufal.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK