Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Instintos da espécie humana
 
Instintos da espécie humana
28/04/2014 as 15:10 h  Autor Bruno Peron  Imprimir Imprimir
Nas linhas seguintes, proponho duas interpretações sobre a espécie humana: 1) eu desafio o status privilegiado que nos diferencia de outras espécies animais como seres dotados de inteligência e razão; 2) argumento que algumas atividades humanas nos situam abaixo de outros animais e caracterizam nosso papel colonizador-predatório na Terra.

Antes de desenvolver estas ideias, cujo conteúdo é um tanto desafiador para uma espécie que há poucos séculos acreditou que fosse a mais importante a habitar o planeta central do universo, exponho a definição de animal que encontrei num dicionário. De três acepções listadas, parafraseio a primeira que o situa como um ser vivo que tem células múltiplas, alimenta-se de outros seres vivos, tem capacidade de movimento e responde a estímulos. Até este ponto, tal definição cabe a uma infinidade de criaturas, inclusive humanas.

Porém meu questionamento diz respeito à segunda acepção de animal de acordo com o dicionário. Ela define-o como um ser irracional e que, por isso, opõe-se ao homem.

De acordo com esta linha que diferencia os seres humanos de outros animais, de fato contamos com atributos mais sofisticados (a razão) e mais complexos (a inteligência) que neles. Quantos exemplos temos de criação e manipulação de técnicas para facilitar nossa sobrevivência! O desequilíbrio entre o uso de instinto e de inteligência é o que dá à espécie humana um ar de superioridade no reino das coisas vivas deste planeta.

Entretanto, há que levar em conta que instinto é também um tipo de inteligência pelo qual os animais (incluindo-nos, de acordo com meu argumento) satisfazem suas necessidades de sobrevivência. O ser humano possui resquícios desta inteligência rudimentar quando suas paixões, vícios e más inclinações prevalecem sobre suas virtudes.

Deste modo, temos um clima de animalização do ser humano e de humanização dos outros animais, se tomarmo-nos como parâmetro para comparação. Isto significa que nosso instinto de preservação faz-nos cobiçar, invejar e matar seres da mesma espécie quando não houver impedimentos normativos (as leis, as morais, os costumes); frequentemente a razão se põe de lado para que humanos saciem seus apetites carnais.

Noutro relato, menciono que a organização laboral das abelhas e das formigas nos dá exemplos que nosso orgulho nos impede de observar, enquanto cachorros muitas vezes são de fato “o melhor amigo do homem” devido à sua companhia e fidelidade.

Estamos, assim, abaixo de outros animais no uso de nossa inteligência instintiva. Portanto, não somos uma espécie privilegiada, ainda que façamos uso da razão.

A segunda interpretação que gostaria de propor sobre a espécie humana é de que temos exercido um papel colonizador-predatório na Terra. E há os que já estão de olho na possibilidade de viver em estações espaciais, na Lua e em Marte.

Junto da pretensão de superioridade da espécie humana sobre os outros animais, há também um desejo frenético de controle, expansão e exploração. A história da humanidade tem exemplos de impérios influentes, de diásporas e migrações entre continentes, e de construção de estações científicas no Polo Norte e na Antártica.

O ser humano é sedento de território (daí a origem da globalização através das conquistas de além-mar), ainda que não possa estar de corpo em todos os lugares que conquista. É notável, porém, que temos escravizado as outras espécies para saciar nossas necessidades e temos construído abundâncias que põem o planeta em risco de extinção.

Está sempre conosco a decisão sobre se queremos aprimorar nossa inteligência ou disseminar no lodo da Terra os elementos de nossos instintos rudimentares.

Bruno Peron
http://www.brunoperon.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK