Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > COM A PALAVRA, O AGRONEGÓCIO
 
COM A PALAVRA, O AGRONEGÓCIO
15/01/2014 as 09:40 h  Autor Coriolano Xavier  Imprimir Imprimir
Com exceção do Amapá, todos os governos estaduais aumentaram suas receitas nos últimos quatro anos*. Apenas um deles obteve crescimento abaixo de 10% (Espírito Santo) e cinco registraram avanços de 10 a 20%: Santa Catarina, Sergipe, São Paulo, Bahia e Minas Gerais.  O restante ultrapassou o patamar de 20%, isso em termos reais, já compensados os efeitos da inflação.

Entre esses cinco Estados, apenas São Paulo e Bahia mostraram uma evolução positiva nos investimentos públicos de 3% e 5%, respectivamente.  Nos outros três, apesar do aumento de arrecadação, o comportamento dos investimentos foi negativo: -33% em Sergipe; -27% em Santa Catarina; e -20% em Minas Gerais. Esses dois últimos com uma presença marcante da cadeia agroindustrial.

Se olharmos outros Estados fortes no agronegócio, a situação se divide. Goiás e Tocantins, por exemplo, apresentaram queda nos investimentos (-13% e -57%), embora sua receita tenha se elevado em 27% e 21%, respectivamente. O Maranhão – nova fronteira agrícola e área estratégica para o escoamento da produção agrícola via Atlântico Norte – também aumentou em 23% a receita e recuou 41% nos investimentos.

Do outro lado temos aqueles Estados importantes para o agronegócio, onde o perfil de aumento da arrecadação e do investimento público foi bem positivo, como: Mato Grosso (17% e 66%), Paraná (28% e 62%), Rio Grande do Sul (19 e 58%) e Mato Grosso do Sul (15% e 32%). Todos com uma evolução do investimento em índices bem superiores ao da elevação de arrecadação.

Como se vê a receita cresceu. Mas em vários Estados os recursos não se transformaram em investimento na mesma proporção. Para onde então foi o dinheiro? Para os gastos de custeio que alimentam a gestão e os serviços públicos estaduais, como despesas com funcionários e encargos sociais, materiais, serviços de terceiros etc.

O agronegócio certamente foi peça importante ou decisiva para o aumento de arrecadação nesses Estados.  Nada mais natural, portanto, que o setor acompanhe e analise de perto o comportamento dos investimentos públicos, pois eles representam expansão de infraestrutura ou de serviços, dois fatores que são gargalos para o agronegócio – do antes ao pós-porteira, de Norte a Sul.

O investimento cria algo de novo para a sociedade. O gasto de custeio mantém a máquina funcionando, mas não cria alavancagem econômica nova. Estamos entrando em temporada eleitoral e o momento é o de colocar na mesa os programas de governo dos candidatos, suas prioridades e planos de investimento. É o momento de reivindicar e discutir o mérito e o alcance das propostas, pois em uma democracia a mudança se faz sempre pelas urnas.

Com a palavra então o agronegócio, suas lideranças e quem mais tiver consciência de onde queremos chegar (como brasileiros, como nação e como um setor da economia) e do que precisamos para chegar lá.

(*) Fonte: “Metade dos Estados investe menos, apesar do crescimento da arrecadação”, em O Estado de S. Paulo, 01/12/13. Artigo desenvolvido a partir de dados fornecidos pelos próprios Estados, nos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária. Períodos comparados: set 2008/ago 2009 versus set 2012/ago 2013, caracterizando períodos pré-eleitorais).

Por Coriolano Xavier. Membro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e Professor do Núcleo de Estudos do Agronegócio da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK